2.7.21

Crônica diária

 O mais do mesmo

 


"A juventude é uma doença que se cura com o tempo". Quanta verdade nesse ditado citado, pelo meu leitor Alcides F. Vidigal, recentemente. E completou dizendo que pode levar muito tempo, ou nunca, porque as pessoas não se instruem. Nada mais verdadeiro e comum. Um dos meus graves pecados foi não ter sido comunista na juventude. Um dos sintomas dessa doença juvenil, é a militância ou ideias socialistas. Eu nasci anti comunista. Ainda no ginásio e sem saber exatamente o que Marx pregava, escrevi um opúsculo, mimeografado, e distribuído entre os colegas de Dante Alighieri, denominado "O cripto-comunista", onde acusava um dos nossos professores.  Fui processado por ele, e como menor de idade, inocentado, mas advertido a não acusar ninguém sem provas materiais. Que provas eu poderia ter contra um Cripto-comunista? Quase 70 anos depois sou acusado de fazer o jogo das esquerdas. Mas quem mudou não fui eu. Quem prometeu instaurar um regime anticorrupção, governar combatendo a velha política, diminuir o tamanho do Estado, nos traiu. O governo do Bolsonaro aos poucos tornou-se não igual aos do PT, mas pior. A corrupção continuou, e agora a postura do PR é idêntica à do Lula: "Eu não sabia". Idêntica à "Eu não posso saber tudo que se passa nos ministérios". Mentira. Desde janeiro de 2021 há cartas e documentos assinados por ele a favor de uma vacina indiana. Depois em fevereiro seu Ministro das Relações Exteriores intercede junto à Embaixada da Índia. E finalmente dia 20 de março os irmãos Miranda, um Deputado bolsonarista e um servidor concursado do Ministério da Saúde vão ao Palácio da Alvorada, residência do PR, num sábado a tarde, e em 50 minutos, apresentam documentos com graves indícios de irregularidades na compra, exatamente, da vacina indiana Covaxin. O PR imediatamente reconhece a autoria do deputado envolvido no "rolo" (palavras textuais) e diz que mandará a PF apurar. Se isso não é corrupção em seu governo, é prevaricação, por não ter cumprido o prometido. Varias versões foram inventadas para salvar a pele do prevaricador. Os denunciantes passaram a receber pressão com violenta intimidação do Ministro Chefe da Casa Civil. Ao invés de se investigar as denúncias, perseguiu os denunciantes. A empresa importadora, com vasta lista de crimes contra o erário público, contra o próprio Ministério da Saúde, e que apresentou um crescimento de 6 000% na gestão do Bolsonaro, tendo como seu maior aliado o deputado líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, ex Ministro da Saúde, e citado pelo Presidente da República, não foram admoestados.  Nem  investigados. A prevaricação é inconteste. Casualmente tudo eclode na mesma semana da demissão de Ricardo Salles, às vésperas de ser preso por ordem do STF, por conta de denúncia de corrupção, no comando do Ministério do Meio Ambiente. Com esse dois exemplos concretos, ainda há quem afirme e acredite na honestidade do Jair. Esses podem não ter sido socialistas na juventude, mas também não se instruíram com o tempo. Não perceberam que essa cantilena contra o comunismo é fachada para as mais cruéis ditaduras de direita.

 

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )