5.6.20

A bem da verdasde nº 5 (REPUBLICAÇÃO)

Em 20 de março de 2019, portanto com menos de três meses de empossado, publico meu

"Bilhete ao Presidente"

Prezado capitão,

sem liberdade ou pretensão de dar conselhos ao Presidente de todos os brasileiros, mas premido pelo momento atual, e dever de consciência, ouso faze-lo. Com pouco mais de 70 dias de governo é absolutamente imperioso que o senhor saiba que a imprensa que tanto ataca, não irá apoia-lo incondicionalmente. É uma divergência ideológica, e falta de profissionalismo, portanto, insuperável. O que recomendo é que não se preocupe com a queda de popularidade. Não neste momento. Deixe de escrever pessoalmente nas redes sociais. Elas o elegeram, e elas o destruirão se continuar. Uma coisa é campanha política, outra ser Presidente de uma Nação. Sua permanência vitoriosa na chefia do governo depende, única e exclusivamente, do sucesso da Reforma da Previdência, como todo mundo sabe. Com a Reforma bem sucedida terá mais três anos para outras reformas necessárias e poderá colher os frutos prometidos em campanha. Sua popularidade voltará a ser ainda maior do que a o elegeu. Peça aos seus três filhos e ao Olavo de Carvalho que atrapalhe menos seu governo. No final tudo dará certo, porque o Brasil é que importa.

Cordialmente,

E.P.L."


Em 24 de março de 2019 publiquei:

“Articulação política” não pode ser “Toma lá, dá cá”

"A pauta de hoje não é das mais simples ou fáceis de enfrentar. Por que os deputados tem tanta dificuldade de entender o que a maioria da população esclarecida já entendeu? Não há uma razão apenas, mas um conjunto de velhas razões.

1º Nenhum deputado esta disposto a desagradar suas bases. Afinal foram elas quem lhes deram o cargo.

2º Todos os deputados da velha política, ou a ela ligados, não vivem sem o "Toma lá, dá cá".

Logo estão acostumados a apoiar ideias, teses e projetos mediante um pedágio. Quanto maior for o prejuízo eleitoral, maior o valor do pedágio.

A Reforma da Previdência nunca esteve tão madura em termos de projeto, e de comunicação social.

São contra os canalhas de sempre.

O Presidente Bolsonaro foi eleito com promessas de campanha explícitas. Uma delas era acabar com a velha política do "toma lá, dá cá". O primeiro e mais importante projeto da nova legislatura, e do novo governo é exatamente a Reforma da Previdência. E não é por acaso. Sem ela o presente e futuro do país esta gravemente comprometido. Mas os velhos políticos continuam exigindo, para votarem favoravelmente, que seus apadrinhados e pleitos sejam atendidos. Canalhas, mais uma vez, como diria Nelson Rodrigues.

Rodrigo Maia, filho e genro da velha política, admirador do Brizola, imaginem vocês, e Presidente da Câmara dos Deputados, apesar de ter trabalhado arduamente a favor da Reforma, acusa o Bolsonaro de não estar fazendo as articulações política. Textualmente: "Promete uma coisa em particular, diz outra em publico". Lamento dizer ao Rodrigo Maia que o Bolsonaro tem 30 anos de convívio com a classe que ele, Maia, preside hoje. E posso afirmar que o Presidente esta convencido de que irá cumprir mais essa promessa de campanha: "Acabar com o toma lá, dá cá". E vale o que é dito e reiterado em público."

05 de junho de 2020

Continua amanhã A bem da verdade nº 6 (REPUBLICAÇÃO)

Um comentário:

João Menéres disse...

Estou cheio de curiosidade em seguir a "novela" !

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )