6.7.18

Crônica diária

Nossa fila de todo dia

É preciso entrar numa repartição pública e pegar uma hora de fila para ser atendido e compreender exatamente o que passa o cidadão comum brasileiro. Esta semana enfrentei esse tipo de teste de resistência. Uma senhorinha de idade avançada, à minha frente na fila, foi logo dizendo que era a primeira vez que esta lá. Insegura me ´perguntou duas ou três vezes se a fila correta era mesmo aquela. Confirmei. Tentei acalma-la. Depois me perguntou que documentos iriam pedir. Disse que o RG bastava. Ela alegou não estar com o original, e fuçando na bolsa encontro uma fotocópia. Acho que serve, disse eu. A fila, apesar de se ouvir: "o próximo", não andava. Ela continuava a procurar alguma coisa no seu celular. Agilmente, para minha surpresa. Mas depois de um tempo lamentou ter esquecido o número do seu próprio telefone. Tentei ajuda-la a encontrar sugerindo procurasse na lista de nomes. Lá estava o nome dela, seguido de "nada consta". Foi quando a senhora à sua frente, muito mais jovem e muito simpática, que assistia toda nossa conversa interveio, prestativa: "A senhora tem crédito?" "Então vamos ligar do seu para o meu celular e assim aparece seu número, e a gente anota". E isso foi feito, para tranquilidade da senhorinha. Triste povo brasileiro que enfrenta filas gigantescas todos os dias. E são absolutamente calmos, passivos, resignados, e solidários.

Um comentário:

João Menéres disse...

Se fossem assim todos solidários e gentis, as filas até seriam coisas boas !

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )