5.6.18

Crônica do Alvaro Abreu



Santas montanhas

Por pouco a greve dos caminhoneiros e donos de transportadoras detonou o plano de subir as montanhas até Santa Teresa para ouvir muita música boa, beber minha cerveja artesanal preferida, curtir um friozinho amistoso, chupar mexerica de beira de estrada de montão, comer comida italiana (agora cheia de estilo), descansar do rame-rame dos políticos de plantão, desviar as atenções dos milhares de problemas nacionais e, melhor, reencontrar gente que a vida moderna esconde das nossas vistas. Foi preciso encher o tanque com antecedência, conferir se havia bloqueio nas estradas, desprezar a previsão de chuva grossa com vento sul - que encharca alma e faz doer os ossos - e, mais do que tudo, preparar o espírito para o que desse e viesse. Encontramos a cidade arrumada pra festa e o Santa Jazz com público relativamente pequeno, pela fama que tem.

De tudo que assisti, Stanley Jordan foi, de longe, a maior atração e ficou mais do que provado ser um músico excepcional, daqueles que operam em frequências muito além daquelas próprias dos homens normais. Virtuoso, ele passou uma hora inteira tirando sons melodiosos aos borbotões com a ponta dos 10 dedos, fazendo do braço do violão uma espécie de teclado com cordas. Sua destreza me fez lembrar de um garoto oriental que vi na internet resolvendo, simultaneamente, três cubos mágicos, que jogava para o alto e ajustava as peças enquanto cada cubo pousava nas suas mãos durante frações de segundo. Também acompanhei, embasbacado, Amaro Freitas, pianista de Recife, tocar músicas fora dos padrões usuais em perfeita sintonia com um baixista competente e um baterista de muitos sons. Isso, madrugada a dentro, diante de muitas cadeiras vazias e sob frio intenso.

Por sugestão de amiga viajada fomos percorrer o Circuito Caravaggio, onde brotam sítios e pousadas por todo lado, fora do perímetro urbano. Lá, numa rampa de voo livre instalada na cota 910m, de onde se tem uma vista panorâmica deslumbrante, fizemos selfies tendo como fundo uma boa parte da região oeste do Espírito Santo.

Vitória, 30 de maio de 2018
Alvaro Abreu
Escrita para A GAZETA

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )