3.3.18

Crônica diária

Partido Novo


Vou, afinal, ter que posicionar-me sobre a questão do Partido Novo. Fui filiado a um único partido na minha juventude: UDN Estudantil. Como tal fiz campanha do governador da Guanabara, Carlos Lacerda à presidência da republica. Participei ativamente da revolução de 64 e depois nunca mais me envolvi com política. Tenho votado em candidatos do DEM e do PSDB, e sido um crítico feroz de muitos deles. Sou considerado esquerda pela direita e reacionário pela esquerda. Mas hoje no Brasil essas expressões só servem para indicar as direções de ruas e avenidas. Os militares, a quem também combati, fizeram um grande desserviço ao país, acabando com os partidos políticos existentes em 1964. Líderes e partidos não se criam da noite para o dia. Experiências de esquerda, nunca deram certo em nenhum lugar do mundo. Experiências liberais híbridas nunca funcionaram. Aqui, e em nenhum lugar. Sou republicano nascido em 15 de novembro, democrata e liberal. Posto isso, posso declarar que não reconheço nenhum partido que me represente. Nem um político a quem possa dar uma procuração. Muito menos meu voto. Com 74 anos já estou dispensado de votar. Mas não abrirei mão de exercer esse direito, e dever, para poder continuar opinando e criticando, esquerda e direita, ao meu bel prazer. Tenho fortes simpatias, e gravíssimas antipatias, chegando a ter os mais baixos instintos, contra certas figuras do nosso mundo político partidário. O meu candidato, por empatia, mais do que conhecimento biográfico era o atual Prefeito de Manaus, ferrenho e competente adversário do Lula, Arthur Virgílio Neto. Mas nem ele posso seguir nesta próxima eleição quando leio que pensa em apoiar o paranaense Álvaro Dias. Aí me perguntam por que não votar no Partido Novo? Porque não tem a menor chance de chegar ao segundo turno. Porque é preciso que ele, PN, faça uma bancada de vereadores, deputados estaduais, prefeitos, deputados federais, governadores, senadores, e seus líderes apareçam e demonstrem, na teoria e prática, a que vieram. Isso leva de quinze a vinte anos. Eu tenho pressa, urgência em resolver os graves problemas nacionais. Com a minha idade o Partido Novo é uma boa opção para meus netos, se até lá entregarem o que prometem. A partir de maio até outubro teremos seis meses para escolher em quem depositar os destinos do país. Até lá estarei aberto e atento às propostas, e ouvindo partidos e candidatos que se apresentarão. E de promessas e conversa estou cheio.

Um comentário:

João Menéres disse...

Está tudo esfrangalhado, Eduardo.
Aqui a confusão política é semelhante.
E a culpa é dos políticos !

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )