6.2.18

Crônica diária

"O fim da história" - Lydia Davis (1947)

Um romance dessa aclamada autora norte-americana conhecida sobre tudo pelas narrativas curtas, foi descrita por Jonathan Franzen como uma espécie de Proust de histórias breves. Davis esteve na Flip de Paraty em 2013, ano em que venceu o Man Boocker Internacional Prize. Em janeiro deste ano de 2018 a crítica literária da Folha de São Paulo, Camila Von Holdefer faz uma boa crítica do seu recém lançado "Nem vem", que já comentei aqui. Agora acabo de ler "O fim da história" de 1995 e impresso pela José Olímpio em 2016 e que comprei num sebo. Ao contrário das histórias curtas este romance tem 209 páginas, porém no mesmo estilo leve e muito bem conduzido. É um relato pormenorizado de um caso de amor entre uma tradutora e professora universitária, e um jovem doze anos mais novo. O ciúme, insegurança, e a paixão narrados pelo fim da história num impressionante retrato de um doloroso fracasso amoroso, onde a memória preserva, distorce, inventa, supõe e oculta.

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )