28.2.18

Crônica diária

O problema brasileiro

O que foi um dia esperança e promessa de solução tornou-se o maior problema brasileiro. E não se trata da saúva, que sempre foi um problema e nunca uma esperança, muito menos solução. O operário e torneiro mecânico incompetente que se acidentou logo nos primeiros anos de profissão, como líder sindical e fundador de um partido político tornou-se uma esperança para muitos brasileiros. Ignaro, mas muito esperto chegou a conquistar admiração e apoio de intelectuais e alguma parte da classe média. Soube agradar os banqueiros, e com grande capacidade verbal e muita sorte elegei-se presidente e fez um primeiro governo colhendo os bons frutos plantados na gestão anterior, e gozou dos bons ventos internacionais. Já no segundo mandato foi medíocre, mas assim mesmo elegeu sua sucessora, a incompetente e desastrada Dilma. A quadrilha por ele chefiada sacaram os cofres públicos e aparelharam o estado em todos os seus níveis. Assassinaram prefeitos, produziram escândalos bilionários chamados mensalão, petrolão, e corromperam e foram corrompidos em todas as instâncias do país. O incompetente torneiro mecânico, chefe da quadrilha ficou bilionário. Roubou e deixou roubarem. Hoje os presídios estão lotados de gente da quadrilha, e de outras que se formaram com o exemplo dado por ele. A mais evidente delas, a do Cabral. Mas já faz um mês que o torneiro foi condenado em segunda instância e não esta preso. Ele é hoje o maior problema brasileiro. Gastou, segundo a imprensa informa, trinta e cinco milhões de reais com advogados, e estes conseguiram livra-lo das grades até o momento. Em caravana pelo país o torneiro ameaça criar o caos se chegarem a prende-lo. E há quem acredite. Muito especialmente no judiciário, onde nos seus oito anos de poder, mais cinco ou seis do governo Dilma, apadrinharam muitos magistrados. Esse homem por todo mal que causou e continua causando ao país deveria estar preso há muito tempo. Talvez nem venha a ficar muitos anos em cadeia comum. No máximo andará com uma tornozeleira eletrônica, de pouca utilidade. A outra alternativa para livra-lo da prisão, onde nos tempos de líder sindical já passou várias vezes, seria deixa-lo se exilar na Argélia. Mas seria sempre um problema pendente. Como no caso da saúva, só o extermínio, através da morte, salva o Brasil.

Um comentário:

João Menéres disse...

Extermínio, Eduardo !
E não só para ele !!!

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )