8.9.17

Crônica diária

Missa de sétimo dia

Até pouco tempo só íamos às missas de sétimo dia de nossos avós, pais, tios e gente de suas gerações. De uns tempos para cá estamos rezando pelos nossos contemporâneos, amigos, parentes, ex-namoradas, e de alguns filhos de gente da nossa geração. Tudo isso obedecendo à ordem cronológica das coisas. Devem morrer os mais antigos antes dos mais jovens. Entretanto por mais velho que sejamos, continuamos nos achando muito moços para partir. As missas de gente muito amiga reúnem, quase sempre, muitas histórias. A maioria impublicável. Reencontramos pessoas que não víamos a dezena de anos. Amigos que perdemos o convívio. Outros que propositadamente afastamos. Desafetos. Ex-sócios, que engordaram e quase não os reconhecemos. Gente que nos vê e não nos cumprimenta. Gente que nos cumprimenta e não temos a menor ideia de quem seja. Gente que envelheceu mal. Principalmente as mulheres que lutam contra a gravidade e o inexorável. E se operam, e se transformam em outras pessoas. Muito piores que as naturalmente envelhecidas. Mas há as que o tempo só faz gratificar. Lindas como sempre foram. E há ainda os velhos metidos a jovens. Eternos esperançosos de nunca chegar o seu dia. E há também os que já enfrentam as cadeiras de roda ou bengala. Mas nessas missas há um conforto: as filhas e netas da nossa geração. Como são lindas essas viçosas e despreocupadas criaturas. Algumas prendendo a vasta cabeleira num coque e mostrando uma tatuagem discreta na nuca. O viço da idade é tonificante. E para elas esta reservada toda uma longa vida, e por certo, histórias e aventuras igualmente inconfessáveis. Tudo isso me passou pela cabeça enquanto um padre espanhol rezava a missa.

3 comentários:

João Menéres disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Menéres disse...

O desgosto é não sermos aceites por essa camada de lindas e viçosas criaturas...

Em compensação, é uma " alegria " vermos que muitas das nossas antigas namoradas que lutam contra a gravidade e o inexorável !!!
É com um sorriso mordaz do tempo em que nos deram o fora ou que fomos nós a dar o salto !

Jorge Pinheiro disse...

São os únicos eventos a que se vai sem ser convidado.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )