25.7.17

Crônica diária

Voltando à realidade

Só para recordar:
No dia seguinte que a fita gravada por Joesley Batista com o Temer, nos porões do Jaburu, veio à tona eu defendo a imediata renúncia, ou o impeachment do Presidente. Com a moral não se transige.
Dias depois que os seus ministros da casa, Eliseu Padilha e Moreira Franco o convencerem a não renunciar, para preserva-los, a todos do governo, longe da justiça comum, e com imunidades que os cargos lhes oferecem, já que são todos investigados pela Lava Jato, denunciei a postura indigna do PSDB em não deixar de apoiar o governo, e manter quatro ministros nos cargos. Uma vergonha.
Os fatos seguintes, durante os meses de Junho e Julho, foram de desesperada batalha para manterem-se no poder. Arrombaram mais uma vez os cofres públicos, penalizando a política austera e correta do ministro da Fazenda Henrique Meirelles. E veio o aumento escandaloso de R$ 0,40 centavos por litro de combustível.
Sem a reforma da Previdência não há como fechar a conta.
Mais uma vez somos nós quem vamos pagar o pato. Alguém tinha dúvida?
Essa historinha, e meu discurso, até parece de esquerda e de petista.Isso porque eles mudam de lado ao sabor das conveniências políticas do momento. Eu mantenho coerência com o discurso contra a Dilma. Pedalar é imoral. Fora Dilma. 
As graves acusações, malas de dinheiro, mesadas por vinte anos, compra do silêncio do Eduardo Cunha, tudo completamente explicitado e provado por áudio e som, condenam o Temer. Fora Temer.
Mas, e tem sempre um mas, o DEM ficou com olho gordo na Presidência, e o Rodrigo Maia, sucessor natural do Temer, entrou na dança. Promete lealdade ao Temer, mas articula nos bastidores. Temer se defende usando a caneta e armas pouco republicanas para o momento crítico que vive. Repete as ações da Dilma. 
A briga dos partidos, e as intrigas dos velhos amigos e correligionários do PSDB e do DEM, dão fôlego ao Presidente imoral. Todos visando 2018. Isso ajuda a dar uma sobre vida, longe das grades, ao Lula de sempre. 
E tem mais, jovens idealistas, mas sem experiência política, juntos no Partido "Novo", que baseia seus princípios na moralidade da política, apoiam a continuidade do imoral Temer. Também com vistas em 2018.
 A moralidade que vá às favas.

2 comentários:

João Menéres disse...

Não haverá um político sério e competente em todo o Brasil ?

valter ferraz disse...

Desisti do meu país e já faz algum tempo. Louvo a tenacidade do amigo Eduardo que ainda vai à manifestações de rua, confia que algo será diferente um dia. O meu pessimismo renitente impede-me de juntar-me aos que ainda acreditam que algo vá mudar algum dia.
Meus filhos optaram por ir embora do país,l irão recomeçar do zero em outras paragens. Nãos os recrimino, placidamente aceito suas decisões, uma vez que o país onde nasceram lhes nega a dignidade da sobrevivência. Sinto pelo neto que não verei mais, pela filha e e pelo genro. Um outro filho prepara-se para levar vida acadêmica em outro continente. Aos sessenta e um anos fica difícil traçar planos de ir visitá-los algum dia. Deixo ao acaso, à sorte ou algo que o valha.
O Brasil é cronicamente inviável.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )