19.5.17

Crônica diária

Desafio dos Escritores DF,  Concurso/Oficina


Roberto Klotz, escritor mora há anos em Brasília, tornou-se seu dirigente depois de ter participado como inscrito no concurso/oficina literária “Desafio dos Escritores DF”, e posteriormente membro do júri,. Substitui o criador Marco Antunes. Inicialmente o certame chamava-se "Desafio dos Escritores do Núcleo de Literatura da Câmara dos Deputados". Depois de muitos eventos e a revelação de inúmeros escritores, o Marco deixou o projeto. Nos moldes atuais, os inscritos, moradores de qualquer parte do território nacional, embora no passado portugueses tenham participado, recebem como desafio desenvolverem um conto com um personagem, um lugar da cidade de Brasília, e um objeto-chave, com no máximo 1000 palavras. Do total de inscritos são selecionados 21 participantes, que tem seus trabalhos criticados e pontuados por 15 jurados. Durante as cinco semanas seguintes, vão recebendo novos objeto-chave, lugar e personagem, e sendo criticados, pontudos, e eliminados. Os sete melhores pontuados disputam, nas semanas finais, o título de vencedor. Todos concorrem usando pseudônimo. Li os 21 primeiros contos escolhidos. É impressionante o bom nível dos 21 entre 138 inscritos, de 17 estados do Brasil. Curioso, também, como o desafio proposto com pauta pré-determinada, leva a maioria a criar situações recorrentes. Como exemplo, o personagem para o primeiro conto, eliminatório, foi um “Alemão obsessivo”. O lugar: Relógio de sol no Parque da cidade. Objeto-chave: Athos Bulcão. Em quase todos os 21 contos que li, havia um “azulejo pirata” presente.
PS- Um dia após ter escrito a crônica acima, o Roberto Klotz postou em sua página:
10 de maio às 19:31 •
Curiosidade:
Entre os 138 inscritos
38,4% são mulheres; 61,6% homens.
Entre os 21 selecionados
42,8% são mulheres; 57,2 homens.
47% das inscrições ocorreram no último dia.
O primeiro inscrito foi selecionado mérito.
Incontáveis escreveram que uma alemão desembarcou em Brasília alucinado por Athos Bulcão. Marcou um encontro no relógio de sol e negociou um azulejo pirata. >>> ideia clichê

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )