25.3.17

Crônica do Alvaro Abreu


Inveja branca


Passei uma semana no Uruguai. Voltei de lá com uma inveja danada dos nossos vizinhos. Tinha estado em Montevidéu para uma reunião de trabalho, por volta de 1985. No inverno de 1970, a bordo da Kombi do dono de uma pastelaria da Vila Rubim, alugada de última hora, junto com colegas da turma de engenharia, cruzei o país em caravana a caminho da Argentina. De banho tomado, prontos para conhecer a vida noturna da cidade, fomos impedidos pela chegada repentina do Minuano, vento fortíssimo e gelado, que não nos deixou sair do hotel.

Desta vez, fomos só pra bestar junto de nossas duas filhas que moram em São Paulo, dos genros e do neto caçula. Ficamos na casa de um amigo argentino, à beira mar, perto de Piriápolis, balneário a uns cem quilômetros da capital. Sem pressa e de olhos bem atentos, percorremos um bom pedaço do litoral até depois de Punta del Este. Nas estradas, o trânsito é tranquilo, com poucos caminhões e sem os radares que aumentam substancialmente a tensão ao dirigir. Por todo lado, a expressão do bom gosto arquitetônico e do bom senso urbanístico uruguaio. Quase todas as construções, independente do tamanho e uso, estão em centro de terreno e bem afastadas da estrada. No interior dos bairros, as casas estão à sombra de árvores enormes, em ruas tranquilas de calçadas amplas. Embora eu tenha avistado apenas um único carro de polícia durante todos esses dias, pouquíssimas são as residências protegidas por grades ou muros altos, coisa raríssima por aqui. Lá, a beira mar é lugar público, para o deleite coletivo, e o espetáculo do por do sol em mar aberto é um valioso atrativo turístico, uma espécie de instituição nacional.

Uma curiosidade: por todo lado se vê cachorros enormes, inteiramente soltos. São mansos e afáveis, e parecem livres da obrigação de proteger seus territórios. Três deles acompanharam todas as nossas rodadas de churrasco na varanda e me fizeram relembrar dos tempos em que Zorro, o vira-lata de Afonso, circulava livremente pela Praia do Canto e adjacências, em busca de emoções.


Vitória, 22 de março 2017
Alvaro Abreu
Escrita para A GAZETA

Um comentário:

João Menéres disse...

Quando é Inverno na Argentina ?

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )