3.3.17

Crônica diária

 Philip Roth -"A humilhação"

Nos próximos dias lanço, finalmente, meu livro "Flores para a delegada". Digo isto aqui na crônica onde pretendo resenhar "A humilhação", trigésimo livro de Roth que tem mas de 24 publicados pela Companhia das Letras, pelo fato de que o livro tem apenas 102 páginas. O meu "Flores para a delegada" terá 127. E foi taxado de curto, inacabado, por vários leitores dos originais. Na época advoguei que um romance não precisa ser longo. "A humilhação" é prova disso. Roth  demonstra como uma história aparentemente simples e comum pode propiciar uma leitura agradável, interessante, e verdadeira. Mais uma vez trata da mortalidade, e da finitude humana. Assuntos já abordados em "Homem comum" e "Fantasma sai de cena". Trata, ainda, da retrospectiva amarga e irônica da juventude, como no caso de "Indignação". Neste, o fracasso de um velho e famoso ator de teatro, uma jovem mãe que mata o ex-marido por ter abusado sexualmente da filha pequena do casal, e uma quarentona, lésbica, filha de um casal de amigos do ator, e vinte e cinco anos mais nova, compõem os personagens da trama. Com grande capacidade de síntese, e habilidade na construção dos personagens Roth em poucas páginas escreve um grande livro. Recomendo como fiz com os anteriores. Philip faz jus a todos os prêmios que o consagraram um dos mais importantes autores norte-americanos. Desculpem meus leitores usa-lo como exemplo para defender o meu pequeno "Flores para a delegada". Foi inevitável deixar de comparar, claro que só pelo número de páginas.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )