25.2.17

Crônica do Alvaro Abreu


Mas pode piorar

Ando meio saudoso dos meus tempos de rapaz folgado, de cidade pacata à beira mar. Esses dias de reclusão por causa da insegurança me fizeram lembrar da vida tranquila que a gente tinha aqui em Vitória há cinquenta anos. As emoções mais fortes aconteciam nas competições de barco a vela e mergulhos nas pedras da Ilha do Frade em busca de lagostas, nas raquetadas de frescobol na Praia do Barracão e subidas ao topo do Mestre Alvaro com gente animada, nas conversas calibradas para impressionar mocinha carioca em férias na casa de parentes, nas provas de natação dos Jogos Praianos e pescarias na Ilha das Caieiras, com o rosto colado ao som de Minha Namorada na FAFI e o corpo balançando ao som de Satisfaction na boate Boteco, show dos Mamíferos na Macumba e festivais de música que Tina Tirone e Chico Lessa sempre venciam, sem falar nos papos-cabeça na casa de Vitor e Branquinha Santos Neves, nos bate-bocas nas mesas do Britz Bar e nas risadas atrás do balcão do Miramar ou na varanda do Michel’s Bar. Os carros eram pouquíssimos, as lanchas bem pequenas e as festas de quinze anos aconteciam nas casas dos pais.
Essa saudade brotou logo que acordei com a chuva lá fora e aumentou bastante quando, em busca de inspiração para escrever, li no jornal: "Não vai ter carnaval em 29 cidades". A falta de segurança é a principal justificativa dos prefeitos. As crises na segurança pública são resultados visíveis do que vem acontecendo com o país faz tempo. Mesmo que a daqui termine logo, haveremos de conviver com os impactos de seus desdobramentos.
Fico com a impressão de que a insensatez, a prepotência e a incompetência que correram frouxas por aqui vão nos fazer pagar um alto preço pela volta das condições mínimas de normalidade no Estado. Traumas, sensações de perda e ressentimentos de toda ordem deverão vigorar na alma de muita gente, por um bom tempo, influenciando comportamentos de indivíduos e grupos. Não quero nem pensar nas consequências potenciais das punições anunciadas, sobretudo das demissões.

Vitória, 22 de fevereiro de 2017
Alvaro Abreu
Escrita para A GAZETA

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )