11.2.17

Crônica diária

 Qual das notícias (ruins) vamos comentar

A quantidade de notícias ruins que se sucedem diariamente é incrível. Se pegarmos de primeiro de Janeiro para cá, entre rebeliões em presídios, greves de policiais, morte de ministro em acidente aéreo, troca de titular no Ministério da Justiça, eleição no Senado e na Câmara, só para citar as mais rumorosas, precisaríamos de laudas e laudas todos os dias. Não é o nosso caso. Dispomos de dez linhas, e as vezes meus leitores ainda acham longas. Por que disse que  eram notícias ruins? Porque estão inter-relacionadas. E isso é mau. O governo, absolutamente legítimo, porque eleito pelo voto popular, e não por mim, enfrenta problemas gravíssimos herdados de seus antecessores. Eles na oposição só atrapalham. Negam qualquer responsabilidade. Governos estaduais quebrados. Polícia mal remunerada. Presídios depredados com superlotação. Justiça morosa. Governo central aumentando ministérios, quando a promessa era corta-los drasticamente. Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, autor da tese de quem ocupa cargo no governo não pode assumir cadeira no STF. Ele, autor da tese, saí do Ministério da Justiça, onde criou várias trapalhadas, para ocupar a vaga do Teori Zavasky. E para completar, o legislativo trabalha célere no sentido de mudar leis, garantindo aos políticos e partidos benesses junto ao TRE. Gilmar Mendes reagiu, Rodrigo Maia voltou atrás, mas foi indiciado pela Lava Jato, como represália. Lobão, homem do ainda poderoso Sarney ganha a batalha para presidir a mais importante comissão do Senado. Constituição e Justiça. Como todo mundo sabe, Lobão e seus padrinhos Renan e Romero Jucá já são investigados em vários processos. Sabatinar o Alexandre  de Moraes, seu  possível juiz, é muito conveniente. Como veem, o Congresso volta das férias, e ao invés de se dedicar às urgentes e relevantes pautas nacionais, cabeludíssimas, como Reforma da Previdência, e Reforma Política, tratam de cuidar de seus próprios interesses. Como sempre. Mais uma vez em total dissonância com a opinião publica.

3 comentários:

João Menéres disse...

Para o povo ( isto é, para todo o Brasil ), é como jogar na Lotaria ou no Euromilhões : SAI SEMPRE AOS OUTROS !

Jorge Pinheiro disse...

O Brasil está perigoso.

Li Ferreira Nhan disse...

E a indústria parada.
Difícil viver aqui; não há saúde que resista.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )