30.11.16

Crônica diária



Sempre há tempo

Houve um tempo em que eu lia para saber o que os outros andavam escrevendo. Hoje não consigo ler mais de duas páginas, de qualquer autor, de qualquer gênero, sem que tenha duas ou três novas ideias para escrever. Paro e escrevo. E pergunto-me, como pode ter gente sentindo falta de assunto?  O que tenho sentido é falta de tempo para escrever mais, sem deixar de lado o meu hábito de ler. Hábito esse que também me pergunto como pode ter gente que não tenha? Ir ao teatro, já fui bastante, e há muito tempo não vou. Ir ao cinema, vou raramente. Quando vou gosto muito, e me pergunto: por que tenho ido tão pouco?  E para toda pergunta há sempre respostas. O que não gostamos é de ouvi-las. E por isso cada dia nos questionamos menos. Do mesmo modo que não abro mão de bons livros, gostaria de não ter deixado o teatro, cinema, e música de lado. Mas, às vezes, nem sempre tudo é possível. Já parei com o cigarro há meio século. Com o açúcar há um par de anos, e com o sal também. A eles não pretendo voltar, mas ao cinema, teatro e música, ainda há tempo.

3 comentários:

João Menéres disse...

Pena que, por causa da sagrada saúde, tenha sido obrigado a deixar a pintura, Eduardo.
Quanta saudade tenho da sua obra pictórica !...

Jorge Pinheiro disse...

Estamos sempre a deixar umas coisas para fazer outras.

João Menéres disse...

E os seus passeios matinais junto ao mar ?

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )