26.10.16

Crônica diária

Leonardo Padura, literatura e Bob Dylan

Sábado dia 22 passado Leonardo Padura escreveu na Folha de São Paulo um artigo intitulado: "A escrita, a dor, e o Prêmio Nobel". Em grifo uma frase do texto: "Direi apenas que vi com surpresa o Nobel a Bob Dylan. Esnobismo nórdico, ou injustiça artística?" O escritor cubano disserta longamente sobre a árdua tarefa que é escrever um romance. Diz estar há dois anos debruçado sobre o próximo, e que levou quatro para concluir o "Hereges" que, pessoalmente, não consegui passar da metade, e levou outros cinco para escrever o maravilhoso  "O Homem que Amava os Cachorros". Conta que Hemingway confessou, certa vez, que tinha escrito o final  de "Adeus às Armas" quase 40 vezes. Fala ainda  que Milan Kundera contava que o autor que começa a escrever um romance,  é diferente do escritor que o termina. Duas razões colaboram para isso, o tempo demandado, dois, três, cinco anos, às vezes mais, e o fato de tirar de dentro de si tantas coisas para falar dos mistérios da condição humana. Cita Gabriel Garcia Marques que encerrou-se no trabalho para escrever "Cem Anos de Solidão" durante anos, e contava com o seu sucesso sob pena de ver a família falida. E vai discorrendo sobre o drama que o verdadeiro escritor vive, chegando às raias do masoquismo, de autoimolação, um processo com dor  ao longo do qual o artista tem que combater todos os demônios que possa imaginar. Depois fala dos poetas, e por fim conclui que não passaria na cabeça de ninguém dar um Premio Grammy a um poeta, romancista ou um dramaturgo graças à musicalidade de seus textos. Alejo Carpentier e Carlos Fuentes morreram sem receber o Nobel de Literatura. Milan Kundera e Philip Roth esperam pelo deles...E termina cobrando uma resposta a todas essas questões por parte da Academia Sueca. O assunto continua boiando no ar.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )