14.10.16

Crônica diária



Crônica do primeiro infarto do Alvaro Abreu

O título do livro não é exatamente o desta crônica, e sim: "Crônica do meu primeiro infarto". Não usei-o por precaução. Poderiam se alarmar pensando tratar-se do meu.  Tenho leitores que mal leem o título, curtem e algumas vezes fazem comentários completamente desconectados do texto, que não leram. Dito isso passo, com prazer, a falar do divertido e instrutivo relato, em forma de crônicas de um infartado. Tenho falado nos últimos dias do engenheiro e professor universitário Álvaro Abreu, conhecido por suas colheres de bambu. Mas é um cronista de mão cheia. O livro conta de maneira divertida toda sua experiência de infartado. A leitura agrada quem já experimentou uma insuficiência cardíaca, e certamente todos os que ainda não, mas possuem coração. O texto é muito cuidado, a edição impecável, e as pequenas  e sofisticadas ilustrações do Rafael Frota de Abreu muito pertinentes. E como diz Moacir Werneck de Castro na orelha, o Alvaro transformou a "sombra da morte numa lição de vida."

4 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

É sempre bom desabafar sobre as próprias doenças.

João Menéres disse...

Eu conheço alguém assim, Jorge...

Li Ferreira Nhan disse...

Sem dúvida se vc não alterasse título o susto seria imenso.

Li Ferreira Nhan disse...

Sem dúvida se vc não alterasse título o susto seria imenso.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )