26.9.16

Crônica diária


Pedra Bruta, do Paulo Levy

Foi exatamente há um ano, dia 26 de Setembro de 2015 que escrevi sobre o segundo livro do Paulo Levy, "Morte na Flip". Três dias antes havia escrito sobre seu primeiro romance policial " Réquiem para um assassino". Até hoje fico na dúvida de qual dos dois gostei mais. O certo é que fiquei fã do delegado de Palmyra, Joaquim Dornelas e seu cão Lupi. Este mês os amigos do autor receberam em seus endereços eletrônicos e suas residências uma INTIMAÇÃO da Delegacia de Palmyra, assinada pelo Delegado titular, Joaquim Dorneles intimando-os a comparecerem à Livraria da Vila endereço tal, em tal dia e hora para o lançamento do terceiro romance protagonizado pelo delegado. Pedra Bruta. Minha mulher e eu fomos ao lançamento. Três dias depois tinha lido com muito prazer mais essa aventura do delegado. O Paulo ao autografar o meu exemplar disse que gostaria de saber a minha opinião. E digo publicamente que gostei. Reclamei do tipo de letra e cor do papel, mas isso é problema meu e não do escritor. Apesar de ter acabado de trocar as lentes do óculos, letras miúdas e papel branco me dificultam a leitura. Adoro tipo de letra grande espaço entre as linhas e papel amarelado. Mas isso tem a ver com a editora e não com o autor. Do Paulo só posso reclamar umas duas longas e muito detalhadas descrições de casas em Palmyra. É certo que o ambiente, mobiliário, tudo tem a ver com o clima da história, mas aqui no caso houve excesso. Nos anteriores o autor usou essa sua habilidade em descrever o Dornelas. Aqui, não havia necessidade, e não se conteve em mostrar que sabe e faz bem essas descrições. De resto mantenho minha opinião que Palmyra esta ficando muito pequena para um delegado do porte investigativo do Dornelas. Já não há mais quem matar, e havendo crime os suspeitos, em cidade tão pequena, são muito previsíveis. Estou pronto para ler o próximo. O Paulo se firma entre os bons escritores policiais brasileiros, ao lado do Raphael Montes, e do veterano Luiz Alfredo Garcia Roza.

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )