18.8.16

Crônica diária



Ciclista marca barbante

Dia nove passado postei aqui uma crônica sobre um concurso para a escolha do melhor texto de até sete linhas sobre uma inesquecível história que envolvesse o autor e sua bicicleta. Terminei aquele texto usando uma frase do tempo do onça: "quando Guaraná tinha rolha". Meu leitor David Verderesi não só confirmou o fato de que Guaraná, um dia,  teve rolha, como desafiou quem soubesse a razão da expressão: "marca barbante". E para completar o Valter Ferraz comentou que alguns comentários compunham uma nova história. E tem razão. A maioria não sabe que algumas bebidas fermentadas como cerveja de gengibre e refrigerantes, no início, usavam rolha e um barbante fortemente amarrado,  para assegurar que o gás não escapasse. A Coca-cola usou rolha. O Guaraná também. Depois houve um tempo que as tampinhas metálicas tinham uma fina camada de cortiça. E o barbante entra na história, porque as bebidas que utilizavam esse processo eram de baixa, ou nenhuma qualidade. A maioria nem rótulo possuíam. Produção artesanal e na maioria caseira. E por essa razão, a expressão: "marca barbante", que os identificava, passou a ser sinônimo depreciativo  de pessoas ou coisas desprezíveis, ou sem valor.

Um comentário:

João Menéres disse...

Não fazia a menor ideia, Eduardo.
Sempre a tempo de aprender e no VARAL DE IDEIAS as coisas que já aprendi...

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )