4.7.16

Crônica diária

Platitudinal sapiência 

Instado a responder a pergunta que tem sido reprisada pelos meus leitores: "como consigo assunto todos os dias? Respondo me apropriando de uma exemplar crônica do Reinaldo Moraes. Ele inicia com uma frase de suprema obviedade de um personagem de Philip Roth (que nem vem ao caso aqui) para saltar para um relato do seu pai que, descendente de portugueses, como de resto a família de sua mulher, comprava bacalhau na Casa Godinho, fundada em 1888. O Reinaldo certo dia foi à Casa Godinho, no centro de São Paulo, vinte anos depois da morte do pai, comprar  o famoso lombo do gadus morhuas, o mais caro e melhor bacalhau do mundo. Apesar da bandejinha de isopor, e o filme transparente, o sal e o cheiro acabaram se transferindo para a ponta dos seus dedos. Ao cruzar o Viaduto do Chá foi impossível desassociar o cheiro de bacalhau da ponta dos dedos do característico cheirinho do amor. Ele olhava as meninas, secretárias, executivas, comerciárias, bancarias, faxineiras, estudantes, professoras, malabaristas, brancas, orientais, e até uma PM com quem cruzou e sentiu o cheiro de cada uma na ponta de seus dedos. Conclui a crônica com outra constatação de suprema obviedade, como a do personagem de Philip Roth: "enquanto o ser humano tiver olfato, terá tesão". Esse singelo exemplo pode sugerir novos e futuros textos abordando a relação direta que o olfato tem com nossas memórias. O cheiro do café, recém-passado, o cheiro do bolo de laranja feito em casa, do bife com cebola na frigideira, assim como o odor de sapato de mulher, para os podófilos. Mas esses temas ficam para próximas crônicas. 

5 comentários:

Li Ferreira Nhan disse...

  Se o assunto é a mulher e o bacalhau, permanecemos ao mar;

"A mulher lagosta é uma coisa que alucina
Só come quem tem dinheiro pois lagosta é coisa fina
A mulher caviar só se conhece de nome
A gente ja ouviu falar mas o rico é quem come
A mulher bacalhau com seu cheiro especial
Se come uma vez por ano, lá por volta do natal
A mulher camarão gostosa de saborear
Tem titica na cabeça mas é boa pra danar"
:))

João Menéres disse...

LI

Muito bem relembrado !
Não conhecia, mas adorei !

Um beijo, querida Li.

Jorge Pinheiro disse...

Boa malha!

Gaspar de Jesus disse...

Fabuloso pedaço de prosa!!!
Obrigado LI por mo dar a conhecer.

Silvares disse...

Seja como for, não fiquei muito elucidado quanto à forma de encontrar tema diário para escrever crónica. Pessoalmente, apesar de ser absolutamente português, não gosto muito de bacalhau.
:)

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )