9.2.16

Crônica diária

Tiradentes  ginecomasto

A cidade de São Paulo na altura de 1930 era considerada uma "batida arquitetônica" no seu aspecto geral. "Tinha todos os estilos possíveis e impossíveis. E todos eles brigando com o ambiente." Esta é descrição que o historiador Roberto Pompeu de Toledo faz da "Capital da Vertigem". Encomendavam projetos a arquitetos alemães, e eles vem com seus estilos góticos. O Palácio da Justiça era um bom exemplo da "engraçada arquitetura oficial". E assim por diante, o Palácio das Indústrias, o edifício dos Correios, a que chamou de "ignóbil, é assimétrico como um bandido lombrosiano". "O Teatro Municipal não tem equilíbrio". Mas o destaque fica para os monumentos que foram espalhados pela cidade. O de Bilac, no fim da Avenida Paulista é "hediondo". O Giusseppe Verdi (de Amadeo Zani) , no Anhagabaú, "é o "horror mais absurdo'. O de José Bonifácio, o Moço, no Largo São Francisco, fez "outra vítima da posteridade". E o autor brinca com Anchieta, que se soubesse o monumento que fariam para comemorar a fundação da cidade, não a teria fundado. Mas a descrição mais maldosa foi a de Tiradentes, no Monumento da Independência, no Ipiranga, onde a aberração é gritante: Tiradentes ginecomasto, que quer dizer, "homem com seios de mulher".  Mais uma vez sobrou para o Tiradentes. Isso para não falar, muito depois, no Monumento ao Bandeirante Borba Gato, na Avenida Santo Amaro.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )