21.2.16

Crônica diária



O impeachment não pode ser conjuntural

O Senador (pau pra toda obra) Romero Jucá, articulador do acordo entre Michel Temer e Renan Calheiros, disse ao Estadão( 09/02/2016) que o impeachment não morreu: “Em política nada está morto. Em política cada dia é uma conjuntura diferente. Impeachment é consequência de uma conjuntura. Às vezes esquenta, às vezes esfria”. Discordo completamente do senador. Impeachment é um instrumento real, prevista na constituição, e independe das temperaturas políticas. Ou deveria independer. Basta um fato que o justifique, deveria ser aplicado. No caso da Dilma não faltam fatos. Eles excedem em quantidade e gravidade qualquer fato gerador do processo.  O que falta é substituto. Razões para impincha-la há de sobra. O que não anima os políticos são as alternativas.

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )