21.1.16

Crônica diária

A culpa é do moldem

Há coisas que eram essenciais a pouco tempo, e deixaram de existir, ou quase. Como canivete, prendedor e pérola na gravata, corrente de relógio de bolso, abotoadura, polaina, só para ficar nos penduricalhos masculinos. Outras surgiram, e fazem parte de nosso dia a dia de forma imprescindível. Exemplo? Celular, tablets, e o tal do moldem. Sem o moldem seu computador, ou o sinal de internet, não funciona. Entre o moldem e o computador pode, ainda, estar o roteador. Termos que não existiam a muito pouco tempo. Minha casa, que tem nome: Piacaba, na praia e lagoa de Ibiraquera, em Santa Catarina, é a ultima da rua, que recebe (mal) o sinal da internet. As casas, minhas vizinhas, não tem sinal. Isso até parece coisa de dezesseis anos atrás (uma eternidade) quando não tínhamos lixeiro, iluminação pública, e carteiro, que continua não passando por aquelas bandas. Por essa razão o técnico da Oi vive em casa. Nunca é o mesmo. Os serviços são terceirizados, e o atendente é sempre um novo. A culpa nunca é da linha telefônica, da empresa. É sempre problema interno, que não é com eles. Ou... do moldem. Aí eu troco o moldem, e volta a funcionar a internete. Mal, lenta, mas funciona. Com isso fui juntando moldens. Tenho uma dúzia deles. Esta semana deu pane no sistema. Ligamos para a Oi, e informaram que estavam em manutenção e que as dezoito horas voltaria o sinal da internet. Não voltou. Ligamos novamente e agendaram um técnico para depois de amanhã. Como ficar quarenta e oito horas sem internet? Impossível. Me leva à loucura. No dia seguinte voltamos a ligar, explicamos a urgência e tivemos a confirmação de que o técnico viria na parte da tarde. De fato uma hora depois ligou perguntando como chegar no endereço. Passada meia hora chegou. A culpa mais uma vez era do moldem. Claro! As tomadas e filtros eram novos. Só poderia ser o moldem. Peguei um dos meus doze, descartados por eles, e trocamos com o que "estava com defeito". Funcionou. Mas me prometeu que no dia seguinte alguém da Oi iria trazer um novo mais moderno. E trouxeram. Não é preto. Branco e do tamanho de um maço de cigarro. A cada dia esses aparelhos eletrônicos diminuem de tamanho. Até o dia que não vão mais existir como conhecemos hoje. Virão embutidos nos finíssimos e levíssimos notebook, tablets e congêneres. Roteador será aparelho do passado. A Piacaba continuará a ser a ultima da rua e a receber um sinal precário, e não terão mais em quem jogar a culpa.

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )