19.1.16

Crônica diária

Avenida São João com Ipiranga

Outra história deliciosa que Roberto Pompeu de Toledo conta no livro "A Capital da Vertigem" é  narrada no livro de Cícero Marques(1884-1948) intitulado "De pastora a rainha". Marques conta que na esquina da rua São João com a rua Ipiranga, que no início do século ainda não haviam sido promovidas à Avenidas, havia um velho sobrado em que, na parte de baixo, o italiano Fontinelli mantinha uma casa de secos e molhados e, na de cima, Natália, "atraente mariposa do amor" compartilhava seu "casulo" com outras "alegres companheiras". Do outro lado da rua, havia a mercearia do italiano Ângelo Tebaldi e, pegada a ela, uma casa pintada de azul onde Julieta Petachinikoff, uma eslava "morena de olhos negros, alta, magra, bonita e elegante", montou "o seu ninho". Havia, segundo Marques, que morou na São João, cerca de dezesseis "pensões" de mulheres na região, sem contar avulsas como "a francesa Juliette" que morreu envenenada. Havia ainda "a caipirona gorda",  que veio a São Paulo conhecer as delícias tristes da vida alegre". Lola "salerosa espanhola", na esquina com Líbero Badaró, e a pensão da Maria Augusta, próxima à rua Aurora. A lista é imensa, e Marques enumera: Maria Cavalheira, Negrinha, Barretinho, Negrini, madame Dorica e a portuguesa Maria Leal, onde brilhava "a célebre Cobrinha". Boriska se exibia no Casino Paulista, em atrações de nus artísticos, e despertava na plateia exclamações de admiração pelo fato de "poucas vezes" se ter visto no mundo "um desenvolvimento tamanho dos músculos glúteos". Quando "entoava umas cançonetas" era interrompida por gritos de "Vira, vira", e ela virava. Pediam de novo "Vira, vira", e ela virava de novo. "Quanto mais "madama" virava, tanto mais era aplaudida". O jovem Julio Prestes, futuro Presidente da República (1930), era um frequentador assíduo desses espetáculos.  

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )