10.12.15

Crônica diária

 Aos legalistas inconsequentes

Escrevemos sobre o estelionato eleitoral desde Novembro do ano passado. A situação do país era ruim depois de quatro anos de governo Dilma, mas piorou muito. Ela demonstrou durante toda sua vida ser despreparada para gerir. Quebrou uma pequena loja de R$1,99. Aprovou a compra de Pasadena. Assaltou bancos como guerrilheira. Assaltou o tesouro, usando dinheiro público sem autorização do Congresso. Crime de responsabilidade fiscal. Cometeu pedaladas em 2014 para se reeleger. Usou dinheiro sujo na campanha. Voltou a cometer crime de responsabilidade em 2015 para salvar seus projetos populistas, e grandes empresas privadas, quebradas pelas medidas desastradas do seu governo. Mas sua inabilidade administrativa e gerencial, não são menores do que sua incompetência política. Comprou briga pessoal com o  presidente da câmara, Eduardo Cunha. Usou fartamente redes de TV para acusa-lo de ter conta na Suíça, alegando que ela nunca teve. Ninguém, em tempo algum, acusou-a de ter conta em lugar nenhum. Seus crimes são, incomensuravelmente, maiores. Quebrou o país, destruiu a Petrobras, assaltou os bancos estatais. E no auge da sua briga pessoal contra Cunha, torna publico uma carta pessoal do seu vice-presidente, Michel Temer, a quem declarara, seis horas antes, respeito, e mentiu que nunca o tivesse desprestigiado (como ficou claro na referida carta). Um tiro no pé. Mulher de temperamento irascível, destrata seus subalternos e, consequentemente, não consegue assessores capazes e competentes. O Lula lhe impôs Jaques Wagner como seu Chefe da Casa Civil, e ela o detesta, porque como bom baiano, acorda tarde. Aconselha-se com Edinho Silva, obscuro petista citado na operação Lava Jato. Seu governo esta nos últimos dias, três anos antes do fim, e seus ministros começam a debandar. Aqueles que me censuraram por defender o impeachment, desde os primeiros dias do governo Dilma,  devem estar amargando suas ironias e comentários ácidos que me dirigiram. A mim não fizeram mal, mas contribuíram para doze meses de gravíssimos prejuízos à nação, e ao povo brasileiro. A pseudo legalidade, desta vez, teve um custo social  impagável. Inflação, desemprego, perda no grau de investimento, terão consequências nefastas por muito tempo. O povo, apesar de ter votado nela, por ignorância, não merecia um castigo tão severo. Seus defensores, esses sim, merecem passar o que o futuro nos reserva. Infelizmente a todos. Vamos pagar mais esse pato.

Um comentário:

Li Ferreira Nhan disse...

Vergonhoso e preocupante o que assistimos:
na troca de favores ao pt o Fachin decide atrasar o processo de impeachment. Quem está metendo os pés pelas mãos, enterrando aquele discurso mentiroso "da luta pela ética e moralidade", são os acusadores de que o impedimento da presidente se trata de um golpe.    

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )