9.11.15

Crônica diária

Ainda sobre Ítala Nandi

Ontem, quando escrevi a crônica sobre o livro "Teatro Oficina" (3º  Edição, Faculdade da Cidade Editora) , ainda não havia chegado à página 160. Estava lendo como muito interesse, a história da qual cheguei a vivenciar por algumas semanas, mas sobretudo enciumado pela citação do Chico Buarque e do Toquinho como namorados da autora, Ítala Nandi. O Chico havia sido meu calouro em Cataguases e o Toquinho namorado de uma irmã de namorada minha. Eu desconhecia, ou não lembrava dessas relações. Mas na página 160 do livro sou surpreendido com doze linhas que me permito transcrever: "A outra estorinha é de amor: eu posava nos estúdios de Lenita e Olivier Perroi para fazer fotos de promoção de O Rei da Vela, quando surge no estúdio um rapaz jovem, alto, atraente, com um aspecto aristocrático; um homem fino, interessantíssimo. A atração foi mútua. Começamos a nos ver sem parar, iniciando um namoro só interrompido por minha viagem de estudos à França. Pois bem, Oswald inspirara-se - para criar a família de Heloísa de Lesbos - na família Lunardelli, que deteve um grande império cafeeiro durante décadas, no início do século. Este império veio a quebrar, da noite para o dia, com o grande crack de Wall Street, em 1929. O atraente rapaz que eu conhecera no estúdio fotográfico era, na vida real, o neto do patriarca dos Lunardelli. Heloísa, na peça, era a neta." E quatro páginas à frente, falando da sua dificuldade em partir para a França, escreveu: " No findo achavam que diante daqueles dias excitantes e gostosos de viver, eu iria desistir da bolsa. E eu com aquele lindo namorado enviado por Oswaldo? Deixar tudo isso?" 
Notas- A peça "O Rei da Vela", de Oswald de Andrade, escrita em 1933 só foi encenada pelo Teatro Oficina em 1967, sob direção de José Celso Matinez Corrêa. 
Ítala Nandi fazia o papel de Heloísa de Lesbos, que passou a ser feito pela atriz Dina Sfat, quando Ítala viajou para a França. 
Não há nenhum registro que Oswald tenha se inspirado no meu avô, para criar a família de Heloísa de Lesbos. 
Outro equivoco no texto é de caráter pessoal. Meu avô imigrante e colono, ficou realmente rico, exatamente com o creck de 1929 quando aproveitou a baixa, e comprou café.  
De resto tudo corresponde fielmente aos fatos. 
Ítala Nandi, atriz, diretora, produtora de teatro, cinema, escritora, e revolucionária, é uma das primeiras mulheres a lutarem contra o machismo e a favor da "revolução sexual" pela qual o Brasil passou nos últimos 50 anos. Ao lado de Leila Diniz, escandalizou os moralistas e permitiu avanços nessa área. E como no prefácio da Segunda Edição, de Olavo de Carvalho, eu também não mencionei nenhuma vez a palavra "pernas".

2 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

É sempre bom ser reconhecido num livro. Ainda estamos aguardando essa sua biografia.

João Menéres disse...

Só 3ª feira vou ler, Eduardo...

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )