30.11.15

Comentários que valem um post

Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Crônica diária":

São tantos acontecimentos que mexem diária e profundamente na economia do Brasil, na economia de quem  resiste em manter uma indústria familiar com funcionárioa antigos dependentes de nós e de quem como eu vai ao mercado, a feira a procura do mais barato e faz a comida e cuida da roupa, da limpeza e da manutenção da casa sem nenhuma ajuda de faxineira ou doméstica que, sinceramente, nem tenho tempo para essa conversa das mulheres feministas. Penso que elas devem ter muito tempo livre; que inveja! Não sou feminista ou qualquer coisa parecida mas, com tanto trabalho a fazer aqui em casa, sinto que estou cada dia mais descuidada e feia.   Talvez aí e somente aí, reside a nossa semelhança; estou perdendo a feminilidade.                  


Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em domingo, 29 de novembro de 2015 05:28:00 BRST 


***********


Aloísio De Almeida Prado E do André, você não fala nada ?

Eduardo Penteado Lunardelli
Eduardo Penteado Lunardelli Aloísio De Almeida Prado, na verdade sou de opinião que é um exagero prender e manter na prisão um banqueiro da importância do André Esteves, só por conta de ter sido citado pelo senador Delcídio. Não sou ingênuo a ponto de não acreditar que esse banqu...Ver mais
Aloísio De Almeida Prado
Aloísio De Almeida Prado Pensando melhor, você tem razão.

******************************

João Menéres deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Escultura":

Quanto mais se cheira, mais se come !

Uma série fantástica, Eduardo !

Postado por João Menéres no blog . em domingo, 29 de novembro de 2015 09:53:00 BRST 

********************************************************* 



 Ery Roberto Corrêa Eduardo, eu gostaria de poder falar do assunto com essa naturalidade que você consegue. Consigo conviver com essas novas propostas de relacionamento, sinceramente, não alimento preconceitos, mas evito falar do assunto. Ainda é algo muito esquisito para que eu aceite de forma natural. Na verdade sinto existir um conflito interior em mim. Meu coração, por sentimentos humanitários, aceita. Meu racional reage na direção contrária, cobra-me outros sentimentos com origem nas raízes da formação familiar. Na tentativa de um equilíbrio consegui um caminho cuja trilha tem me sustentado mais à vontade: não opinar, não responder, não discutir. Com isto tenho conseguido olhar de forma mais generosa para o assunto, tanto na literatura, nas artes e até na vida real.
**********
 
Eduardo Penteado Lunardelli Ery Roberto Corrêa, talvez eu tenha muita dificuldade em aceitar com naturalidade esse assunto. Ao contrário, gostaria de poder adotar uma postura discreta como a sua: "não opinar, não responder, não discutir", Mas me sinto agredido. E acho também que a nossa passividade diante das agressivas posturas dos homossexuais, só nos fazem perder terreno, e favorecer essa aberração. O que duas mulheres ou dois homens fazem entre quatro paredes não me importa nada. Tenho amigos homossexuais discretíssimos. Nada contra. Mas aceitar o deboche, presenciar demonstrações de homo afetividade em público, descaradamente, é tão repugnante quanto demonstrações hétero, em publico. Mãos dadas, abraços, beijos na boca em plena via publica à luz do sol, por pessoas do mesmo gênero, me agride. Gostaria de ser mais liberal, condescendente, moderno... srsr

**************************************

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )