17.10.15

Crônica diária

 Itala

Foi lendo "Esta história" do italiano Alessandro Baricco que fiquei sabendo que na Itália quando apareceram os primeiros automóveis, não sabiam se ele era masculino ou feminino. O amor pela "macchina" na Itália é congênito. Uma das primeiras fábricas artesanais de automóveis se chamou Itala, no feminino, expressão da paixão dos homens pelos carros. Itala é um nome pouco comum no Brasil, e talvez a mais famosa Itala é minha querida e saudosa amiga. A Nandi, que fiquei sabendo há  cerca de 15 anos, após converter-se ao hinduísmo, adotou mais um "T" no nome, abandonando o nome de batismo (Ítala Maria Helena Pellizzari Nandi)  Ítala e passando a assinar Ittala Nandi. Falar sobre a consagrada atriz de Teatro, Cinema, e Televisão, diretora, produtora, escritora e dramaturga brasileira, demandaria umas cem páginas. Íttala não cabe numa pequena crônica. A saudade e admiração que tenho por ela, também. As ultimas notícias que obtive (Wikipédia) são de cinco anos atrás. Como professora, por vários anos coordenou os Departamentos de Teatro, Cinema e TV da UniverCidade e da Universidade Estácio de Sá, ambas no Rio de Janeiro. Coordenadora da Escola Superior Sul-Americana de Cinema e Televisão do Estado do Paraná (CINETVPR/FAP), uma instituição pública situada em Pinhais, com um projeto de ser uma universidade de cinema e televisão. Também é idealizadora e fundadora do Festival de Cinema do Paraná. Foi casada com o diretor teatral Fernando Peixoto e com o cineasta André Faria, de quem tem um filho e um neto. Em 1989 publicou o livro Teatro Oficina, onde a arte não dormia, pela Editora Nova Fronteira e em 2010 lançou o romance futurista Os Sonhos de Vesta, indicado ao Prêmio de Literatura do Estado de São Paulo no mesmo ano. Entre outras láureas coleciona: Urso de Prata (indicada); Associação dos Críticos Franceses (1972); Prêmio da Associação Paulista dos Críticos Teatrais de Melhor Atriz Coadjuvante (1963); Coruja de Ouro de Melhor Atriz (1976); Prêmio Moliére Air France de Melhor Atriz.

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )