11.10.15

Crônica diária

"Folhas de Outono"
 Foi há exatamente dez anos atrás que eu soube que uma pessoa da minha família tinha publicado um livro auto biográfico. Na ocasião, não sei porque, não consegui um exemplar. Ouvi familiares se referirem a ele, sempre de forma desabonadora, negativamente. Mas ficou por isso. Esta semana procurando uma página do meu filho no Mercado Livre, dou de cara com o livro da parente, à venda no Submarino. Tentei comprar, mas por falta da senha do Paypal (Pague Seguro) não consegui. A curiosidade foi se aguçando. O que teria o livro de tão ruim? Tentei a Estante Virtual, que é um site de Sebos, e lá encontrei diversos exemplares à venda, e muito mais em conta. Comprei. Ler sobre o que se conhece é muito curioso. Uma parte, eu até desconhecia, porque se passa treze anos antes de eu nascer. Outras desconhecia, porque íntimas da biografada. Mas de resto, no tocante ao geral da família, foi prazeroso relembrar. Entendo perfeitamente as razões das críticas, e dos comentários desabonadores, à época. O tempo se encarrega de esmaecer tudo. Fatos não relatados, o tempo apaga. O que esta escrito, amarela, mas fica. Fica como velhas folhas de Outono.

3 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

Sensação curiosa. Eu ando a escrever as minhas memórias, mas não são para publicar. É coisa íntima mesmo.

João Menéres disse...

Os filhos sabem disso ?

Eduardo P.L. disse...

João, sabem TUDO.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )