28.9.15

Crônica diária

E na represa de Guarapiranga falta água

Aqui onde moro, em Santa Catarina, chove há mais de dez dias sem parar. As fossas estão encharcadas, há goteiras nos telhados, as estradas erodidas, e cheguei até a encravar com uma camionete 4x4. Mas o tempo fechado, a ausência do sol, e do azul no  céu, faz com que o mofo da  alma azede meu humor. Ando desanimado com o rumo que esta tomando a operação Lava Jato. Estou completamente descrente da imparcialidade dos Ministros do Supremo Tribunal Federal. E quando se perde a esperança na justiça, não se conta com mais nada. Os políticos, sem uma exceção, si quer, para confirmar a regra, só estão preocupados em tirar vantagens para si, ou seus partidos, não levando em conta a opinião popular ou o desejo de quem os elegeu. Muito menos no bem do país, que deles depende. Sem a voz de um líder confiável. Sem um partido, ou movimento social que me represente. Sem conseguir mobilizar uma dúzia de  amigos leitores, que se negam a assinar manifestos, porque apesar de concordarem  com os propósitos,  não acreditam mais nos resultados acabamos nos sentindo isolados, perdidos, derrotados. E quando as crises políticas não são resolvidas pelos políticos, quando as crises econômicas não são resolvidas pelos governantes, quem as resolve é o mercado. O mercado é essa entidade etérea, sem um dono ou chefe, e suas soluções nem sempre agradam a sociedade. A solução de mercado nem sempre é a mais indolor. Mas na falta de outros atores, é ele quem age no regime capitalista. O mercado pode absorver o preço do dólar, no altíssimo patamar em que se encontra. Pode aumentar  o desemprego. Diminuir a produção. Pode elevar os preços dos produtos e serviços, gerando inflação e carestia. Vai certamente recolher menos impostos.  O rombo no orçamento aumentara. A crise se realimenta, se agrava. Se não parar de chover, e se não abrir o céu, e o sol voltar, não sei o que pensar para o Brasil.


2 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

Se houver dilúvio talvez seja o verdadeiro Lava Jato.

João Menéres disse...

O mundo precisará de muitos dilúvios e bastarão meia dúzia da Arcas de Noé para iniciarmos uma nova vida.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )