20.8.15

Crônica diária



Vamos aos fatos

Tenho procurado intercalar uma crônica falando de amenidades e outra da nossa triste realidade. Ninguém aguenta as desgraças diárias, por mais importantes que sejam, sem com isso estarmos  alienados nesse "momento histórico". Quase todos os momentos de nossa vida podem ser considerados históricos, mas alguns são, particularmente, mais. Lembro-me do dia da morte, por tiro no peito, do presidente Getúlio Vargas. A carta renúncia do Jânio Quadros. Lembro-me do ultimo discurso, desesperado, do presidente João Goulart. Lembro de todo o triste período do regime militar. Não sei como tem gente ainda querendo a volta deles. Lembro-me da posse e da renúncia do Collor. Lembro-me da transmissão do cargo do ex-presidente Lula, e da posse da Dilma, no seu primeiro mandato. Mas não me lembro de nenhum momento da nossa história recente, onde a desesperança, a falta de liderança, e a total ausência de governo, tenham sido tão evidentes. O Brasil, por inteiro, clama pelo impeachment. A presidente só cuida de se proteger. Não há governo. Não há projetos, metas, como ela mesma afirmou. Um ministério absolutamente medíocre. A base de sustentação do governo completamente esfacelada. As oposições divididas, como sempre, nos últimos tempos. Essa é nossa situação. Como a deposição da presidente depende de um fato comprovado, que o justifique, ficamos a espera do TCU e do TRE que se pronunciem.  Enquanto isso ficamos assistindo ao desespero da Dilma sangrando, e de alguns políticos (Renan, Collor, Eduardo Cunha, entre muitos outros), tentando salvarem suas próprias peles. A Lava Jato e o Juiz Sergio Moro são nossas únicas esperanças. E as opções que se oferece não são nada animadoras. Ou optamos por mais três anos e meio de Dilma, o que quer dizer praticamente nada, ou partimos para uma nova aventura. Temer no governo, com o PMDB dividido, ou novas eleições, depois de noventa dias de governo comandado pelo Eduardo Cunha. O futuro nunca foi tão imprevisto como agora.

2 comentários:

João Menéres disse...

Por aqui, também há uns "sonhadores" que, por pura estupidez ou demagogia, não querem imaginar o que seria de Portugal com o regresso do Partido Socialistar ...
O exemplo da Grécia não lhes é bastante.

Jorge Pinheiro disse...

Cuidado com os juízes. Mais uma vez digo: se não mudarem o sistema constitucional, o Brasil não tem governo.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )