22.7.15

Crônica diária


Roda e fila

Duas invenções que modificaram o mundo: a roda e as filas. A roda já foi decantada em prosa e verso, e não carece de outras explicações. Mas a fila, e não sei se não é mais importante do que a roda, foi absorvida sem versos, muito menos prosa. A fila é a primeira manifestação de ordem, de organização social. Quando reina a balburdia, a confusão generalizada, alguém grita: entrem na fila,  façam fila. Desde o sofisticado beija mão do papa, ou lava pés da igreja católica, até o mais prosaico desfile militar, ou assassinato em massa dos terroristas do Estado Islâmico, todos entram em fila ordeiros e obedientes. A fila é sinal de disciplina, de respeito. A fila trás embutido, em seu conceito mais primário, o sentimento de obediência. A fila representa força, poder, status. Os egípcios  faziam filas enormes pegando em cordas para puxar pedras nas obras faraônicas. Os reis e presidentes dos países são cumprimentados pelos seus súditos, ou outras autoridades, que  aguardam pacientemente sua vez em longas filas. Elas, as filas, também estão presentes nos velórios dessas autoridades. Por essa razão há o ditado: " Você ainda me verá na fila...". Mas além da fila das crianças para saírem do pátio do colégio para as salas de aula, há durante a vida do cidadão comum, as filas do ônibus, do cinema, do caixa do banco, do embarque no aeroporto, e nestas o status do viajante é determinado pela fila que deve perfilar. Idosos, gestantes, e pessoas com necessidades especiais, na fila da direita, os portadores de cartão fidelidade, no centro, e os demais mortais na fila da esquerda. Como demonstrado em abundância, a importância da fila ficou comprovada. Só não entendo porque não é mais homenageada. A roda ao contrário aparece em prosa e música: " roda mundo, roda gigante..." A fila, que eu saiba, só no nome do cão, ou de quem olha as cartas do baralho alheio. É uma injustiça. E em Portugal deram-lhe um nome ainda pior: bicha.

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )