29.5.15

Crônica diária



Negócio da China

Houve tempo que fazer uma boa compra era chamado de "negócio da China". Portugal e toda a Europa compravam especiarias e sedas a bom preço. Depois produtos chineses viraram sinônimo de cópias baratas. Hoje tudo vem de lá. Os falsos de "primeira linha", e todos os outros produtos, não tão falsos, mas assim mesmo, baratos. Essas considerações nada tem a ver com o livro Crash, do escritor J.G. Ballard que filho de ingleses, nasceu em Xangai em 1930. Comprei enganado por uma frase do Anthony Burgess que o considera um dos maiores escritores de ficção. Mentira. Falso como um produto coreano. O autor se autodenomina pornográfico, e por isso abusa de sexo. Gratuitamente. Tenta mostra o mundo (1973) como absolutamente dependente e poluído de automóveis. Sexo e carro são suas matérias primas. Infantil e absurdo. Insano e pouco erótico. Automóvel para mim não provoca nenhuma ereção, muito menos orgasmos. E para a sedução de uma mulher há lugares infinitamente mais românticos, confortáveis e seguros. Não sei como fui cair nessa. 

PS- O livro foi filmado em 1996, mas também não verei. Tenho mais o que fazer.

Um comentário:

Silvares disse...

Pois, nos dias de hoje "negócio da China", em Portugal, significa vender empresas públicas ou privadas a investidores chineses. Também se vendem autorizações de residência, os célebres "vistos gold" mas aí há clientes vindos de todo o mundo. Basta que sejam ricos.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )