27.4.15

Crônica diária

Gentrificação
( Wikipédia, a enciclopédia livre).
"Chama-se gentrificação, (do inglês gentrification) o fenômeno que afeta uma região ou bairro pela alteração das dinâmicas da composição do local, tal como novos pontos comerciais ou construção de novos edifícios, valorizando a região e afetando a população de baixa renda local. Tal valorização é seguida de um aumento de custos de bens e serviços, dificultando a permanência de antigos moradores de renda insuficiente para sua manutenção no local cuja realidade foi alterada."
Leio pela primeira vez esse termo no texto de Sheila Leirner publicado no Facebook, e dou o devido crédito, que me cobrou em outra citação. Ela reside num bairro de Paris, e se refere ao fenômeno para classificar os moradores do seu prédio. Na definição acima, a Wikipédia da uma conotação mais abrangente. Preocupação dos arquitetos e urbanistas contemporâneos. Como colocar as pessoas de renda mais baixa próximas dos seus empregos, evitando deslocamentos demorados e caros. O ideal seria o operário morar ao lado da fábrica e ir a pé ou de bicicleta para o trabalho. O empregado do comércio idem, e finalmente aqueles que trabalham como domésticos. Antigamente esses últimos dormiam no emprego. Conviviam com as famílias para quem trabalhavam. Muitas vezes por dezena de anos e por mais de uma geração. Esses trabalhadores, na maioria mulheres passaram a ser desprezados, estigmatizados. Ninguém mais quer ser considerada empregada doméstica. Até o termo passou hipocritamente a ser substituído por "colaboradora" ou "secretária do lar". Uma besteira. Quanta dignidade havia numa boa cozinheira de forno e fogão, como diziam. Quanta dignidade numa boa faxineira , copeira, ou babá. Mas não, preferem ser operárias, ganhando menos, numa fábrica (que hoje se chama Indústria) ou atrás de um balcão de loja na periferia. As que ainda se submetem aos trabalhos domésticos, também se submetem a longas e cansativas jornadas dentro de trens, metros e ônibus para trabalharem as oito horas de praxe. Muito lógico que pudesse haver bairros, prédios, moradias perto dos bairros residenciais de classe alta e média, onde esses empregos ainda existem. E isso é gentrificação.
(Dois dias após ter escrito o texto acima leio a matéria do link: http://oglobo.globo.com/…/em-nova-york-88-mil-tentam-entrar…

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )