5.2.15

Crônica diária

O barman

Depois de ter lido Patrick Modiano, Prêmio Nobel de Literatura em 2014 descrever um seu personagem, não consigo mais olhar um barman com outros olhos. A neurose do barman atrás do balcão do bar era achar que todos os que o cercavam na frente do balcão queriam mata-lo. Para sua defesa tenta atender com presteza preparando os melhores e mais alcoólicos drinks e coquetéis, na certeza de que embebeda-los é sua salvação. O barman  é experiente e já havia trabalhado em grandes e sofisticados bares de hotéis na Europa, e não era a primeira vez que servia num luxuoso transatlântico. Pelo contrário, havia estado a bordo do Tinanic quando este afundou. Esse personagem comprometeu todos os barman´s que vejo. Não consigo imagina-los diferentes, com outros propósitos. Para se defenderem precisam nos embebedar.

Um comentário:

Jorge Pinheiro disse...

Nunca fui fã de bares. Mas entendo a defesa do barman: antes ele do que eu!

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )