10.1.15

Comentários que valem um post

Milene Galvão deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Por que policial em delegacia se comporta como ban...":

Eles se acham e se comportam como Deuses... Desde que inventaram essa lei de desacato ao funcionário público, estão assim!
Sabe aquele desenho do Pateta, em que ele se transforma em monstro do trânsito? Estão iguaizinhos...
Mas comigo não! Eles não tiram farinha! Se me ofenderem, levam o deles tb!

Postado por Milene Galvão no blog O ÚLTIMO BLOG em 8 de janeiro de 2015 18:55 
******************************************************************************* 

Fernando Cals mencionou você em um comentário.
Fernando escreveu: "Escapar apenas para cima do "metido brasileirinho mestiço" pareceu-me um tanto-ou-quanto preconceituoso....coloque alguns, muitos, talvez até mais, branquinhos emproados....nossa ignorância e pose desabrida e sem elegância está num patamar soberano....vamos mal, muito mal...abração, Eduardo Penteado Lunardelli"


Meu prezado amigo Fernando Cals, não há mais "branquinhos" em nossa sociedade. Os portugueses, italianos, sírios, alemães para ficar só nesses "branquinhos" em contato com o negro e o índio, fizeram de nossa população mestiços, que predominam notadamente. Basta ver imagens de rua de comércio popular como a 25 de março em São Paulo, ou de subúrbios do Rio de Janeiro. Não cito Copacabana, nem a Avenida Paulista, não por preconceito, mas porque nelas pode haver algum turista "branquinho". De resto o povo brasileiro amulatou-se definitivamente, meu caro Fernando. Nisso não vai nenhum preconceito, mas pura constatação. Minha família por parte de mãe faz parte desse processo, e meu pai, de origem italiana, ao casar com ela, deu continuidade. Tenho muito orgulho do nosso povo, mas não posso omitir minha profunda insatisfação com sua falta de educação, e urbanidade.
 *************************************************************************

 Jorge Pinheiro deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Crônica diária":

Não tenho quase nada em comum com o Brasil, excepto uma certa compreensão da língua. A história da herança portuguesa é demasiado simplista para explicar o falhanço brasileiro. Falham porque são maus gestores, péssimos administradores, elitistas corruptos que agora não querem democratizar a fraude. Não souberam integrar os escravos e ainda admitiram italianos duvidosos, holandeses piratas e alemães nazis. Vão ter de esperar mais uns anos para poderem chegar ao nível da hipocrisia europeia. Aqui não há ética, há estética.

Postado por Jorge Pinheiro no blog . em sexta-feira, 9 de janeiro de 2015 15:26:00 BRST 
*******************************************************************************

 Jacinto Gomes Se a sua crónica não tivesse a palavra "mestiço" seria uma reflexão magoada sobre o que se passa no Brasil: a deseducação, a ignorância, a falta de literacia e todos os males de que a sociedade brasileira enferma e de que é notoriamente conhecida. Os portugueses podem ter deixado alguns maus hábitos. Contudo, volvidos duzentos anos, a sociedade portuguesa evoluiu e desses males que aponta já quase nada resta. E o que não resta mesmo nada é o preconceito relativamente à cor da pele. É uma forma muito simplista de atribuir culpas do estado do povo. Bem me parece que independentemente do coloração da pele, o mal está na sociedade num todo e todos têm a culpa do estado a que esse belo país chegou.



Meu caro Jacinto Gomes se bem entendi seu oportuno comentário, eu no meu texto não culpo a cor da pele de ninguém pelo estatus quo. Apenas me refiro à maioria gritante da população mestiça que reina soberana na população brasileira. O mulato, o pardo, hoje são maioria e a população caminha para um escurecimento notório. Mas nada disso explica o atraso. O que nos falta é educação. E como disse no final da crônica, aprimoramos a herança portuguesa, queira ou não o Jorge Pinheiro concordar. Tanto os italianos, como os alemães ou holandeses não eram nem melhores nem piores que os portugueses que nos colonizaram. Concordo que levaremos mais uns bons anos para educar as massas. Se vamos chegar aos níveis de ética ou estética europeu não posso prever. Lamento a comparação dos Norte Americanos que dos Ingleses herdaram uma religião e formação diferente. O resultado é notório. 
**********************************************************

Nenhum comentário:

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )