17.12.14

Crônica diária

Ferromodelismo

Sou talvez de uma das ultimas gerações que brincou, quando criança, embaixo de um pé de Jambolão  criando fazendinhas, com cerca de palito de fósforo, gado representado por sabugo de milho, branco e vermelho, caminhão construido por um toquinho de madeira e uma latinha de sardinha no formato de caçamba. Minha geração quando mais urbana, nessa idade, brincava de autorama, aeromodelismo e ferromodelismo. Esta ultima sempre me fascinou. Havia locomotivas incrementadas, composições com todo tipo de vagões, e os trilhos podiam fazer percursos com passagem de nível, estações e pátios de manobra, exatamente como eram as de verdade, naquele tempo. Ferromodelismo era um brinquedo caro, mas universal. Havia os europeus, os americanos e o Japão também produzia, mas naquele tempo não exportavam. Os meus trenzinhos eram brasileiros. A imaginação era sempre muito mais importante que os detalhes tecnológicos. Mas havia ferromodelismo para todos os bolsos e gosto. Tive também, mais velho, minha fase de aeromodelismo. Mais caro, e muito mais complexo, durou pouco tempo. Quanto ao autorama nunca tive nenhuma atração. Curiosamente na idade adulta continuo não gostando de corridas de automóvel, nem ligando nada para esses veículos. Uso-os como transporte. Não sou ligado em mecânica, e cheguei ao absurdo de ter tido um VW, por alguns anos, e nunca ter aberto o capô de seu motor traseiro. Sei que o motor estava lá. Mandava trocar o óleo, mas não participava da operação. Vendi esse carro com muitos quilômetros sem ver seu motor. Só de brincadeira.

Um comentário:

Jorge Pinheiro disse...

Ainda tenho por aí um Marklim completo. Quanto a motores, só há pouco tempo percebi onde se abre o capot do meu Honda.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )