16.11.14

Crônica diária




Balanço dos 71


Desde muito jovem pressentia que não iria viver muito. Sempre tive um intestino muito delicado, depois fui uma criança muito magra, com sistema digestivo muito frágil, problemas na vista, em fim, achei que não duraria muito. Ontem completei setenta e um anos. Muito acima de qualquer expectativa. É verdade que tive muita sorte esses anos todos. Todas as doenças que contraí, com exceção da malária, que quase me matou, as outras foram diagnosticadas precocemente. Isso fez sempre a diferença. E na verdade  me sinto no lucro absoluto. Amigos íntimos como o José Roberto Noronha, colega do colégio de Cataguases, que nos deixou na casa dos trinta anos, fizeram muita falta. Como ele, quantos já não se foram completamente fora de hora. E continuo tendo a impressão de que não ficarei para semente, como dizia minha mãe, quando o camarada queria viver muitos anos. Acho até uma vantagem morrer enquanto tem gente da nossa geração para lembrar de nós. Triste é ficar por ultimo. Ao enterrarem ninguém sabe o que esse velho foi ou fez na vida. Aproveito para agradecer aos amigos que se manifestaram aqui, por e-mails e telefonemas. A todo meu muito obrigado.

4 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

Não vejo qualquer vantagem em morrer. A vida devia ser perene e o tempo infinito.

Jorge Pinheiro disse...

Aliás, por esse seu raciocínio, morrer cedo é óptimo. Toda a gente se fica a lembrar... e não temos rugas no caixão.

Fatima Cristina disse...

Oi Eduardo,
com certeza você não ficará para semente, mas também não é preciso morrer cedo para ser lembrado por amigos da mesma geração.
Este perigo você certamente não corre!
Bjs

Li Ferreira Nhan disse...

Também penso que "a vida devia ser perene",
gosto mesmo muito dessa idéia. :))

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )