5.10.14

Crônica diária

 Reflexões do, e sobre, o homem comum

Com um título desses, e um espaço de dez linhas, é humanamente impossível fazer uma abordagem mais profunda. O homem comum é simples. Não tem exigências intelectuais. Acorda, trabalha, se alimenta, torce para um time de futebol, e nem percebe que a vida esta passando. A diferença entre um homem comum, de um ser um pouco mais exigente, é que o segundo usa seu intelecto. Usar a inteligência requer treino e persistência. Os miolos são como qualquer músculo ou órgão do corpo. A falta de uso atrofia. O exercício constante desenvolve. O homem comum vai dormir feliz depois de assistir e torcer pela vitória de seu time. O intelectual ganha o dia quando "acha" uma palavra, descobre uma sonoridade, percebe um novo enquadramento, aprende uma nova forma, sem formula. O homem comum olha e não vê. O olhar treinado, capta o que há de mais simples e banal nas coisas. Essas descobertas são os "achados" gratificantes, que fazem o dia ter valido a pena, apesar de ser um dia a menos em nossa existência. Use a vida antes que ela acabe. E isso pode acontecer agora, neste instante. (Não houve tempo para concluir este texto, mesmo porque já suplantava as dez linhas prometidas).

Um comentário:

João Menéres disse...

Um texto ( nem me atrevo de o baptizar de CRÓNICA...) de alto gabarito, Eduardo !
Felicito-me por me distinguir com a sua Amizade.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )