11.9.14

Crônica diária

Amizades virtuais

Não se iludam, a maioria não passa de nuvem. Sou um experimentado blogueiro. Em Novembro completo oito anos de blogagem, sendo que o Varal de Ideias tem essa idade com postagens diárias. Isso mesmo, dois mil novecentos e vinte dias sem falhar um só dia. Talvez nenhum outro blog, individual, tenha alcançado essa marca. Foram 15 905 postagens, com mais de 783 000 visitas, 70 750 comentários, com 757 seguidores. São números substanciosos e consistentes que me habilitam falar sobre amigos virtuais com alguma autoridade. A comparação entre amigos virtuais, e as nuvens, vem do fato de que ao se olhar para o céu, durante o dia, podemos encontrar nuvens de diversas formas. Elas alimentam nossa imaginação e conseguimos até distinguir animais, caras, e etc... em suas composições. Minutos depois essas mesmas formas já se modificaram, e não raro, desaparecem como num passe de mágica. O céu fica azul, como se nunca tivesse sido manchado de branco. A virtualidade dos amigos que encontramos na internet são assim. Parecem existir mas, da noite para o dia, desaparecem sem deixar traço. Você nunca tem certeza absoluta da idade, sexo, ou gênero desses amigos. Sou do tempo em que a maioria não mostrava o rosto. A intimidade não era exposta como nos dias atuais. Hoje até há um certo exagero. Mas os ditos amigos virtuais, reagiam como se de carne e osso fossem. Tinham inveja, educação, amor, sensibilidade, grosseria, falsidade, gentileza, hipocrisia, interesse, admiração, respeito, como qualquer amigo de verdade. E como nuvens que aparecem e somem no céu, eles apareciam e sumiam sem deixar um link ou qualquer outra forma de identificação. Mas existe outro tipo de amigo virtual: astros e estrelas. Visíveis a olho nu, durante as noites, eles estão sempre no mesmo lugar. Podemos contar que procurando, vamos encontra-los. Alguns poucos se tornam amigos reais. Fiz meia dúzia desses, durante esses oito anos de blogosfera. Alguns se tornaram íntimos, fiéis, constantes. Outros nem tanto. Mas a vida real também é assim. Cheia de nuvens e estrelas.

5 comentários:

João Menéres disse...

A uma nuvem que tenha permanecido mais tempo nesse céu azul que é o VARAL DE IDÉIAS, pode estar certo que outra virá. É como no ciclo da vida...

Jorge Pinheiro disse...

Uma das grandes vantagens do mundo virtual é só termos de nos aturar vezenquando. Excelente texto. Abraço amigo.

JG disse...

Acertou na mouche. Uma crónica muito bem conseguida. Adorei ler.

Li Ferreira Nhan disse...

A culpa é toda sua Edu; teu varal mostrou ser um céu de raras estrelas e vc, catalizador, o astro rei.
:)
Também adorei essa crônica!

carneiro disse...

Feliz aniversário!

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )