31.7.12

TODOS DE COSTAS - Museu Lasar Segall

 Figuras de costas - exposição 
 (Folha de S.Paulo, )
 "Perfil de Zulmira", de Lasar Segall
 Estão todos de costas. Uma mulher nua refestelada na cama, um homem num turbilhão de movimento, pescadores fitando o horizonte, cavalos numa praia estranha.
São personagens de obras do século 19 até hoje, juntas numa mostra em cartaz no Museu Lasar Segall, em São Paulo. O único critério para a seleção era que as figuras estivessem de costas para o espectador, mergulhadas na própria solidão ou alheias ao fato de serem observadas.
Nisso, estilos e escolas se misturam num contraste entre tempos e proposições. 
Uma tela clássica de Rodolpho Amoedo, pintor acadêmico que viveu no Rio na virada do século 19 para o 20, mostra uma mulher nua, de curvas lustrosas, deitada sobre uma montanha de lençóis em seu ateliê, segurando na mão um leque japonês.
Essa tela do Museu Nacional de Belas Artes do Rio, pouco vista em São Paulo, serve de síntese da mostra.
Isso por dois motivos. Amoedo sujeita o academicismo da época a arroubos do realismo burguês que aprendeu em Paris, sem contar o aceno ao japonismo dos impressionistas. Também por juntar na figura nua ali deitada uma série de suposições sobre alguém de costas, um ar de mistério, tristeza, vulnerabilidade ou indiferença.
"É um tema muito comum a modelo jogada sobre o sofá, uma coisa exuberante", descreve Aracy Amaral, curadora da mostra. "É de uma sensualidade muito grande."
Menos sensual, Eliseu Visconti, que foi aluno de Amoedo, mostra duas figuras, um adulto e uma criança, olhando estáticos para o jardim de Luxemburgo, em Paris.
"Há um suspense, algo que intriga o observador, que é também voyeur", diz Amaral. "O mistério está sempre subjacente em figuras de costas."
Nesse ponto, uma gravura de Oswaldo Goeldi em que pescadores também fitam o horizonte parece complementar a noção de suspense.
Mais interessado em plasmar uma linguagem de vanguarda, um carvão da melhor fase de Anita Malfatti, entre 1915 e 1917, mostra um homem quase estátua retratado no gestual acelerado, convulsivo dos futuristas italianos.
Depois de seu retorno da Europa, em 1923, Lasar Segall emprestou contornos expressionistas a uma obra que já absorve as cores do Brasil. Seu "Perfil de Zulmira" mostra uma menina negra em vestes e ambiente cálidos.
EXERCÍCIOS DE OLHAR
 todos os dias, até 21/10, das 11h às 19h; fecha às terças
 Museu Lasar Segall (r. Berta, 111, tel. 0/xx/5574-7322) - grátis

Enviado por José Luiz Fernandes











Cabeçalho ROTATIVO


Série CADEIRAS

tumblr

30.7.12

RIO OCCUPATION LONDON

 Londres em festival cultural olímpico
Kev Geoghegan, site BBC, julho 2012
 Bananas coloridas serão penduradas na capital britânica
 Diversas apresentações artísticas brasileiras animarão a capital britânica no Rio Occupation London
Um grupo de 30 artistas brasileiros deixará suas marcas em Londres entre julho e agosto, como parte do evento Rio Occupation London, atração cultural da cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2012.
No caso de Breno Pineschi, deixar sua marca significa pendurar 10 mil bananas coloridas feitas de papel pelas ruas londrinas.
Sua instalação, chamada Tropical Cluster nº1, é "meu jeito de trazer (a Londres) um verdadeiro sentimento de cor e felicidade da minha cidade, o Rio, e do meu país", diz Pineschi.
Ele e os demais 29 artistas vão se apresentar em algumas dos mais importantes museus e galerias de Londres, como Southbank, Somerset House, Tate Modern e, no caso de Pineschi, no Victoria&Albert, famoso por suas exposições de design. O projeto foi encomendado pela Secretaria de Cultura Estadual do Rio de Janeiro e coproduzido pelo Centro de Artes de Battersea, no sul da capital britânica.
O Rio Occupation London tem como objetivo mostrar o melhor da arte brasileira contemporânea e, além disso, criar um elo cultural entre Londres e Rio, as cidades olímpicas de 2012 e 2016.
Foi inspirado, em parte, por um projeto de 1986, quando cem brasileiros fizeram uma "invasão cultural" na Cidade do México, sede da Copa do Mundo naquele ano.
Arte a domicílio, cozinha e polêmica
 Lançamento do projeto ocorreu no Centro de Artes de Battersea, no sul de Londres
Entre os destaques do Rio Occupation está a Brazil Kitchen, uma banda composta por chefs que vão tocar e cozinhar para sua plateia.
Já o artista Pedro Rivera vai por um caminho mais polêmico: mostrará a vendedores ambulantes londrinos como usar 60 mesas dobráveis, especialmente projetadas para ajudar os camelôs a escapar da fiscalização da polícia.
O artista João Sanchez, por sua vez, contribuiu com uma série de pinturas em papel arroz, que retratam lutadores e estão sendo exibidas na entrada no Centro de Artes de Battersea.
E a cineasta e artista Christiane Jatahy, codiretora do Rio Occupation, planeja levar performances brasileiras para a casa de londrinos.
Funciona assim: ela colocou um anúncio em um jornal londrino, pedindo que se manifestassem cidadãos interessados em receber uma apresentação atística brasileira em um cômodo da sua casa.
Em resposta ao anúncio, "recebemos algumas cartas incríveis", explica Paul Heritage, diretor-executivo da ONG britânica que está produzindo o evento. "Uma dizia 'acabei de me mudar para esta rua, não conheço ninguém e isso seria uma ótima oportunidade de convidar meus vizinhos'."
"Um casal que encontrou garrafas de tequila sob as escadas de sua casa disse que o projeto seria uma boa desculpa para abrir a bebida. Outra carta linda é de uma mulher que disse que sua tia, de 92 anos, sofre de demência e 'a calidez e os ritmos dos brasileiros a ajudariam'", prossegue Heritage.
Criar algo novo
 Diversas apresentações artísticas brasileiras animarão a capital britânica no Rio Occupation London
 Para Jatahy, o Rio Occupation "não é apenas uma plataforma para mostrar o que já fizemos, mas para criar algo novo".
Questionada sobre a tradicional representação, feita por estrangeiros, do Brasil como a terra do samba, da caipirinha e do futebol, ela diz que "essas coisas são parte da cultura brasileira. Não as estamos negando, mas talvez olhando para elas de forma mais crítica. Os artistas (do Rio Occupation) fazem referência a isso, mas com um novo olhar".
No ano passado, levantou-se em Londres o temor de que os Jogos Olímpicos tivesse um impacto negativo na frequência a shows e eventos culturais na cidade. Mas pesquisas mostram que os espectadores da Olimpíada também estão comprando ingressos para atrações culturais.
"Os teatros tinham medo de ficarem vazios, mas não têm mais", diz Sarah O'Connor, do Centro de Artes de Battersea. "E acho que as pessoas estão começando a entender a ideia de (ter) batucadas de samba, cantores brasileiros e mostras de filmes (em Londres). A ideia (do Rio Occupation) é mesclar culturas."
Nesse mesmo espírito de troca, já estão em andamento planos de levar um grupo de artistas britânicos para se apresentar no Rio no ano que vem.
Enviado por José Luiz Fernandes

Comentários que valem um post - Dr Gustavo Vilela Diz e a Terapia Gerson

Dr. Gustavo Vilela Diz: deixou um novo comentário sobre a sua postagem "GERSON DIET, o DESFILE e o DILEMA":

http://terapiagerson.wordpress.com/o-que-e-a-terapia-gerson/onde-fazer-a-terapia-gerson/

Gustavo Vilela Diz:
2011 Dezembro 17 às 18:29
Olá,
Entendo a boa vontade em disponibilizar terapias naturais para os pacientes.
Cabe, porém um alerta:
O paciente com câncer sob tratamento “natural” é um paciente como outro qualquer:
Tem dores, podem sofrer obstruções, infecções, vômitos, rápido crescimento tumoral, problemas renais e hepáticos ou neurológicos. Na minha experiência como clínico devo dizer que a Terapia Gerson não é inócua.
Alguns pacientes podem se beneficiar de alguns sucos ou dieta, mas a maior parte precisará de uma atenção profissional. Uma de minhas pacientes precisou ser levada ao Pronto Socorro após ter iniciado a Terapia. Outra precisou fazer uma endoscopia por conta de infecção, outros necessitam de medicações alopáticas potentes no começo, outros podem ter convulsões. Muita cautela deve ser tomada.
Um dos critérios para que uma Clínica diga que faz a TERAPIA GERSON (usando o nome Gerson que é protegido legalmente), é ter um médico responsável e estar na proximidade de centros médicos e tecnologias de apoio.
A Terapia Gerson utiliza medicamentos que necessitam de prescrição médica, alguns por via oral e outros por via injetável. Exames laboratoriais, tomografias, ultrassonografias devem ser feitas frequentemente.
O Instituto Gerson luta há mais de 80 anos para dar credibilidade à Terapia e exigem um treinamento minucioso daqueles que dizem fazer a Terapia Gerson (tal como ela deve ser feita).
Tenho receio de que, apesar da boa vontade, por um problema causado a um paciente, o nome GERSON fique danificado no Brasil, assim como já foi proibido nos EUA pelo FDA. A Medicina Convencional e o Mercado estão de prontidão para massacrar as terapias alternativas e não quero ver este tipo de tratamento nesta situação.
Portanto, respeito à boa intenção, mas teria mais cautela ao usar o nome Gerson.
Atenciosamente,
Dr Gustavo Vilela
Onco-Hematologista

Postado por Anônimo no blog . em domingo, 29 de julho de 2012
Dr. Gustavo,
 agradeço seu comentário, que pela importância e teor, tomei a liberdade de torná-lo um post, para dar a visibilidade que merece. 
Comentário sobre este post aqui   em 30/03/2011

Série CADEIRAS

tumblr

Cabeçalho ROTATIVO


29.7.12

Ken Perenyi : les confessions d'un faussaire diabolique

 ENTREVISTA - Em os EUA, Ken Perenyi está prestes a lançar sua autobiografia. Ele revela como ele passou de mil telas para suas pinturas de artistas menores dos séculos XVIII e XIX.
TRADUÇÃO MECÂNICA - 

O original AQUI
Em três semanas de publicação, suas memórias já estão o efeito de um bloco jogado na piscina do mercado de arte internacional. Na verdade, Ken Perenyi não é apenas um talentoso copista de quadros antigos. Ele tem a seu crédito uma série de falso se for verdade que alguns leiloeiros, galeristas e colecionadores grandes não ficam encantados. Suas confissões, que soma mais de quatro décadas de atividade, numerosos exemplos e não seguir receitas. Se não fosse por confrondre pseudo-conhecedores.LE FIGARO. - O que significa o título de sua autobiografia, seja cuidadoso?Ken Perenyi. - Esta é uma frase latina "que o comprador tem cuidado." Por lei, a fórmula é encontrado às vezes em casos de? Obras cuja autenticidade é contestada. Em muitos países, na verdade, nem tudo está absolutamente garantido para obrigar o vendedor a reembolso ou troca em caso de dúvida.Quantos quadros que você pintou que foi colocado à venda como real?Pelo menos uma mil. Como em grandes casas de leilão? Eu não sei as palavras, mas em Nova York em 1993, um Martin Johnson Heade foi de US $ 700.000. Eu tenho visto principalmente em circulação na América e na Grã-Bretanha, nas casas de leilões regionais. A amostra catálogos galeria ou casas de leilão, onde estão meus? Funciona no meu livro. Mesmo hoje, eu às vezes para ver as minhas pinturas nessas publicações e revistas que mostram interiores arquitetônicos privado. Eu mantive quantidade de fotografias em meus arquivos, pela intersecção com essas publicações, eu sou como uma base para um catálogo de vir.Quais são as regras principais para obter uma farsa como?Primeiro, escolha um mestre muito institucionalizada. Grande estão bem documentados. Mim, eu me concentrei em artistas fauna marinha ou os séculos XVIII e XIX, cujos? Uma obra é desconhecida. Assim, quando se prepara para vender um trabalho que eu tinha proposto, os comerciantes não ferir a pretensão de ter encontrado em um sótão ou manchados em uma garagem. -Considere-se uma distribuição a um E. James Buttersworth, John F. Herring ou outro Jacobsen Antonio foi surpreendente. As vidas e as carreiras desses artistas são falhos e sua produção é abundante. Continua a estar familiarizado com este passado. Tudo começa com uma boa pesquisa - livros, visitar museus, etc. Eu crio um arquivo, incluindo impressões do artista que eu possa encontrar.

Em Nova York, em 1993, uma tabela semelhante a este par de beija-flores <i> </ i> superou US $ 700.000. Atribuída a Martin Johnson Heade, foi realmente pintado por Kent Perenyi.Em Nova York, em 1993, uma tabela semelhante a este par de beija-flores ultrapassou US $ 700.000. Atribuída a Martin Johnson Heade, foi realmente pintado por Kent Perenyi.E depois?Você precisa ter materiais historicamente impecáveis: pigmentos, aglutinantes, vernizes, tela, moldura, quadro, mas também, de volta, selos, marcas de giz, etiquetas de estoque antigos? Para isso, a maneira mais fácil é comprar mesas reais, correspondentes ao período. Então, manter apenas os elementos úteis. I desenvolveram um método de fixação de toalhas de papel sobre a superfície da tinta. Saturando-os com acetona, eles agem como costaneiras muito poderosos. Após várias horas de isso, toda a tinta se dissolve. Mas a camada de preparação de gesso e água não é afetado. O resultado é uma tela de idade que olha para nunca foram utilizados.Como você dominar as técnicas de pintura?Este é o menos difícil. Estou autodidata, mas tive algumas vezes longas e, muitas, viveu em Nova York e Londres, onde eu participei com assiduidade museus. Eu sempre pensei que, se você olhar para qualquer pintura por tempo suficiente, ele irá revelar seus segredos. Eu sempre quis impor como artista legítimo. Mas eu nunca chegou e, como ele deve viver, sempre que eu precisava de suprimentos ou de alimentos, eu estava fazendo uma falsa e écoulais. Esse engano tem vindo a impor. Finalmente, eu dediquei toda a minha carreira.Como é que você consegue criar o patina?Vernizes, rachaduras, incrustações e outros aspectos do envelhecimento são o resultado de importantes descobertas técnicas feitas a partir de muitos testes e formando-me a restaurar. Em particular, eu encontrei uma maneira de recuperar e aplicar o verniz antigo em criações modernas. A operação é indetectável à luz ultravioleta. Eu verifiquei-me. Eu comparei o meu trabalho como tirar fotos de muito alta definição correspondentes pinturas autênticas. Finalmente, eu estava planejando perícia. Por exemplo, para todos os conhecedores que jogaram peritos forenses, eu adicionei pintado sobre ou sob o verniz antigo. Essas alterações poderiam ser consideradas como prova de serviço.? Caveat.emptor, a ser publicado em agosto na editora EUA Pegasus (apenas em Inglês). Os direitos de exploração foram adquiridas por estúdios de cinema RKO. Um script está sendo desenvolvido. O cineasta premiado com o Oscar Ron Howard tem sido citado como um diretor pode.Suspeitado por muito tempo, não acusadoO FBI tem sido interessado em Ken Perenyi. 63 anos, este nativo de New Jersey, que participou do jet set em Nova York em sua juventude, Warhol em mente, agora vive em uma modesta casa em Madeira Beach, Florida. Ele afirma não ser rico, porque ele teve que pagar honorários advocatícios de muitos. Hoje, ele se sente livre para contar sua história porque o caso em que ele estava envolvidonunca resultou em uma acusação. De acordo com a sua editora, ela sequer foi prescrito em 2003.Ele sugere que ninguém quer despertar rumores antigos de obras? Bem conhecidos, mas não na realidade. O mercado saudável seria a esse preço. De qualquer forma, desde 1998, todas as suas pinturas são apresentados como "em grande estilo". Estes não sãoFalsificados oficiais, mas falso, cópias perfeitas para os proprietários originais temendo assaltantes. Eles colocá-los no lugar do real, que são, eles mesmos, em cofres. Estes pena Perenyi entre 2000 e 15.000 dólares, mas os preços estão subindo por causa de sua reputação. O artista também tem clientes que só querem impressionar seus amigos. "Eles mostrar-lhes meu quarto sem dizer que esta é uma reprodução." Mas isso, Perenyi não é responsável.

Cabeçalho ROTATIVO


LIFE Celebrates Artists and Their Models

Dmitri Kessel—Time & Life Pictures/Getty Images
Henri Matisse (1869 - 1954) sculpts a nude female figure while sitting in bed in his apartment in 1951

Série CADEIRAS


28.7.12

Uma foto, um par de pés !

Gosto de boas fotografias, gosto de fotografias em preto e branco, e gosto muito de pé de moça!
Não vou perder a oportunidade de  fazer publicidade, desse blog que tenho certeza, é um dos mais sexys, da web. E fino, com bom gosto. Mau gosto seria postar mulheres vestidas, sem sapatos e com pés feios! Parodiando Vinícius de Moraes, o poetinha:" Me desculpe as moças de pés feios, mas a beleza deles, é fundamental". ( O autor da foto é desconhecido )

Projeto artístico de intervenção pública - PORTO


Projeto artístico de intervenção pública
3ª edição - 23 a 28 de Julho 2012 - PORTO

TROCA-SE POR ARTE
Troca-se por arte é um projecto de divulgação da cidade e dos nossos artistas, em colaboração com os proprietários das lojas de comércio tradicional da cidade invicta. O objetivo é mostrar alguns artistas que consideramos promissores e talentosos e durante uma semana deslocá-los do circuito regular da arte. Durante esse Período as montras das lojas transformam-se em galeria aberta. Esta acção não tem fins lucrativos e só vem tentar dinamizar o comércio e fazer com que o público se atente mais com a arte, a arquitectura, e com a noção de cidade viva.




Uma “máquina alemã dentro da qual há uma espécie de suicídio”, uma escultura de papel feita à mão que é “um blues para uma loja vazia e triste”, jornais angolanos a ocuparem mesas de uma confeitaria e escaparates de um quiosque, ou um haltere suspenso como forma de reflexão sobre “os pesos pesados da música e a guerrilha entre o analógico e o digital”. São montras de lojas ou espaços por onde as pessoas passam diariamente, no Porto, e até sábado, 28 de Julho, estão ocupados por intervenções de artistas (arquitectos, músicos e escultores, entre outros). O “Troca-se por Arte”, organizado por Ana Luandina e Paula Lopes (foto número 1), vai já na 3.ª edição e este ano conta com dez locais, espalhados pela baixa da cidade. Sugestão: à noite os trabalhos ganham outra vida.
(Fonte: jornal PÚBLICO) Enviado por José Luiz Fernades

José Luiz Fernandes e o MURO DE BERLIM

MURO DE BERLIM
 José Luiz empurrou com tanta força que o Muro ruiu seis meses depois
Fotos de José Luiz da Cunha Fernandes, maio de 1989

Cabeçalho Rotativo


LIFE Celebrates Artists and Their Models

Nat Farbman—Time & Life Pictures/Getty Images
A self-portrait by the Italian painter Giorgio de Chirico (1888 - 1978). "That de Chirico was a poet, and a great one, is not in dispute," the critic Robert Hughes once wrote — and, as with so many of Hughes' pronouncements about art, he was dead-on.
Art & Artists
1939
1961
Even in the rarefied world of fine art, clichés often hold true.

Série CADEIRAS


27.7.12

Egon Schiele

 Egon Schiele  (1890-1918 morreu aos 28 anos, vitimado pela gripe espanhola)
Enviado por José Luiz Fernandes

RÚBEL JESÚS MUJICA LÉON


Como puderam ver, nenhuma das CARICATURAS, no cabeçalho do FB, do artista Rúbel Mujica ( Venezuela ) é a minha! Feita em 2011 no INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE CARICATURAS esta postada no Vítima da Quinta. Fica o registro, e agradecimento aos que tentaram acha-la no post de ontem! A vítima fui eu...srsrsr

LIFE Celebrates Artists and Their Models

Peter Stackpole—Time & Life Pictures/Getty Images
A nude model poses for artist Fletcher Martin in 1940. Like David Fredenthal, the Colorado-born Martin — who was once a professional boxer — served as a war correspondent-illustrator for LIFE during WWII.

Série CADEIRAS

tumblr

Cabeçalho ROTATIVO


Divulguem


No dia 26 de Julho de 2012 01:40, Academia de Letras <academiadeletras@alsjbv.com.br> escreveu:

DIVULGUEM PARA NÃO PERDERMOS O PROJETO POR DESUSO.
É só clicar no título para ler ou imprimir.

1.
A Divina Comédia -Dante Alighieri 2. A Comédia dos Erros -William Shakespeare 3. Poemas de Fernando Pessoa -Fernando Pessoa 4. Dom Casmurro -Machado de Assis 5. Cancioneiro -Fernando Pessoa 6. Romeu e Julieta -William Shakespeare 7. A Cartomante -Machado de Assis 8. Mensagem -Fernando Pessoa 9. A Carteira -Machado de Assis 10. A Megera Domada -William Shakespeare 11. A Tragédia de Hamlet, Príncipe da Dinamarca -William Shakespeare 12. Sonho de Uma Noite de Verão -William Shakespeare 13.. O Eu profundo e os outros Eus. -Fernando Pessoa 14. Dom Casmurro -Machado de Assis 15.. Do Livro do Desassossego -Fernando Pessoa 16. Poesias Inéditas -Fernando Pessoa 17. Tudo Bem Quando Termina Bem -William Shakespeare 18. A Carta -Pero Vaz de Caminha 19. A Igreja do Diabo -Machado de Assis 20. Macbeth -William Shakespeare 21. Este mundo da injustiça globalizada -José Saramago 22. A Tempestade -William Shakespeare 23. O pastor amoroso -Fernando Pessoa 24. A Cidade e as Serras -José Maria Eça de Queirós 25. Livro do Desassossego -Fernando Pessoa 26. A Carta de Pero Vaz de Caminha -Pero Vaz de Caminha 27. O Guardador de Rebanhos -Fernando Pessoa 28. O Mercador de Veneza -William Shakespeare 29. A Esfinge sem Segredo -Oscar Wilde 30. Trabalhos de Amor Perdidos -William Shakespeare 31. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis 32. A Mão e a Luva -Machado de Assis 33. Arte Poética -Aristóteles 34. Conto de Inverno -William Shakespeare 35. Otelo, O Mouro de Veneza -William Shakespeare 36. Antônio e Cleópatra -William Shakespeare 37. Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões 38. A Metamorfose -Franz Kafka 39. A Cartomante -Machado de Assis 40. Rei Lear -William Shakespeare 41. A Causa Secreta -Machado de Assis 42. Poemas Traduzidos -Fernando Pessoa 43. Muito Barulho Por Nada -William Shakespeare 44. Júlio César -William Shakespeare 45. Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente 46.. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa 47. Cancioneiro -Fernando Pessoa 48. Catálogo de Autores Brasileiros com a Obra em Domínio Público -Fundação Biblioteca Nacional 49. A Ela -Machado de Assis 50. O Banqueiro Anarquista -Fernando Pessoa 51. Dom Casmurro -Machado de Assis 52. A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho 53. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa 54. Adão e Eva -Machado de Assis 55. A Moreninha -Joaquim Manuel de Macedo 56. A Chinela Turca -Machado de Assis 57. As Alegres Senhoras de Windsor -William Shakespeare 58. Poemas Selecionados -Florbela Espanca 59. As Vítimas-Algozes -Joaquim Manuel de Macedo 60. Iracema -José de Alencar 61. A Mão e a Luva -Machado de Assis 62. Ricardo III -William Shakespeare 63. O Alienista -Machado de Assis 64. Poemas Inconjuntos -Fernando Pessoa 65. A Volta ao Mundo em 80 Dias -Júlio Verne 66. A Carteira -Machado de Assis 67. Primeiro Fausto -Fernando Pessoa 68. Senhora -José de Alencar 69. A Escrava Isaura -Bernardo Guimarães 70. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis 71. A Mensageira das Violetas -Florbela Espanca 72. Sonetos -Luís Vaz de Camões 73. Eu e Outras Poesias -Augusto dos Anjos 74. Fausto -Johann Wolfgang von Goethe 75. Iracema -José de Alencar 76. Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa 77. Os Maias -José Maria Eça de Queirós 78. O Guarani -José de Alencar 79. A Mulher de Preto -Machado de Assis 80. A Desobediência Civil -Henry David Thoreau 81. A Alma Encantadora das Ruas -João do Rio 82. A Pianista -Machado de Assis 83. Poemas em Inglês -Fernando Pessoa 84. A Igreja do Diabo -Machado de Assis 85. A Herança -Machado de Assis 86. A chave -Machado de Assis 87.. Eu -Augusto dos Anjos 88. As Primaveras -Casimiro de Abreu 89. A Desejada das Gentes -Machado de Assis 90. Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa 91. Quincas Borba -Machado de Assis 92. A Segunda Vida -Machado de Assis 93. Os Sertões -Euclides da Cunha 94. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa 95. O Alienista -Machado de Assis 96. Don Quixote. Vol. 1 -Miguel de Cervantes Saavedra 97. Medida Por Medida -William Shakespeare 98. Os Dois Cavalheiros de Verona -William Shakespeare 99. A Alma do Lázaro -José de Alencar 100. A Vida Eterna -Machado de Assis 101. A Causa Secreta -Machado de Assis 102. 14 de Julho na Roça -Raul Pompéia 103. Divina Comedia -Dante Alighieri 104. O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós 105. Coriolano -William Shakespeare 106. Astúcias de Marido -Machado de Assis 107. Senhora -José de Alencar 108. Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente 109. Noite na Taverna -Manuel Antônio Álvares de Azevedo 110. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis 111. A 'Não-me-toques' ! -Artur Azevedo 112. Os Maias -José Maria Eça de Queirós 113. Obras Seletas -Rui Barbosa 114. A Mão e a Luva -Machado de Assis 115. Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco 116. Aurora sem Dia -Machado de Assis 117. Édipo-Rei -Sófocles 118. O Abolicionismo -Joaquim Nabuco 119. Pai Contra Mãe -Machado de Assis 120. O Cortiço -Aluísio de Azevedo 121. Tito Andrônico -William Shakespeare 122. Adão e Eva -Machado de Assis 123. Os Sertões -Euclides da Cunha 124. Esaú e Jacó -Machado de Assis 125. Don Quixote -Miguel de Cervantes 126. Camões -Joaquim Nabuco 127. Antes que Cases -Machado de Assis 128. A melhor das noivas -Machado de Assis 129. Livro de Mágoas -Florbela Espanca 130. O Cortiço -Aluísio de Azevedo 131. A Relíquia -José Maria Eça de Queirós 132. Helena -Machado de Assis 133. Contos -José Maria Eça de Queirós 134. A Sereníssima República -Machado de Assis 135. Iliada -Homero 136. Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco 137. A Brasileira de Prazins -Camilo Castelo Branco 138.. Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões 139. Sonetos e Outros Poemas -Manuel Maria de Barbosa du Bocage 140. Ficções do interlúdio: para além do outro oceano de Coelho Pacheco. -Fernando Pessoa 141. Anedota Pecuniária -Machado de Assis 142. A Carne -Júlio Ribeiro 143. O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós 144. Don Quijote -Miguel de Cervantes
145.
A Volta ao Mundo em Oitenta Dias -Júlio Verne 146. A Semana -Machado de Assis 147. A viúva Sobral -Machado de Assis 148. A Princesa de Babilônia -Voltaire 149. O Navio Negreiro -Antônio Frederico de Castro Alves 150. Catálogo de Publicações da Biblioteca Nacional -Fundação Biblioteca Nacional 151. Papéis Avulsos -Machado de Assis 152. Eterna Mágoa -Augusto dos Anjos 153. Cartas D'Amor -José Maria Eça de Queirós 154. O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós 155. Anedota do Cabriolet -Machado de Assis 156. Canção do Exílio -Antônio Gonçalves Dias 157. A Desejada das Gentes -Machado de Assis 158. A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho 159. Don Quixote. Vol. 2 -Miguel de Cervantes Saavedra 160. Almas Agradecidas -Machado de Assis
161.
Cartas D'Amor - O Efêmero Feminino -José Maria Eça de Queirós 162. Contos Fluminenses -Machado de Assis 163. Odisséia -Homero 164. Quincas Borba -Machado de Assis 165. A Mulher de Preto -Machado de Assis 166. Balas de Estalo -Machado de Assis 167. A Senhora do Galvão -Machado de Assis 168. O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós 169. A Inglezinha Barcelos -Machado de Assis 170. Capítulos de História Colonial (1500-1800) -João Capistrano de Abreu 171. CHARNECA EM FLOR -Florbela Espanca 172. Cinco Minutos -José de Alencar 173. Memórias de um Sargento de Milícias -Manuel Antônio de Almeida 174. Lucíola -José de Alencar 175.. A Parasita Azul -Machado de Assis 176. A Viuvinha -José de Alencar 177. Utopia -Thomas Morus 178. Missa do Galo -Machado de Assis 179. Espumas Flutuantes -Antônio Frederico de Castro Alves 180. História da Literatura Brasileira: Fatores da Literatura Brasileira -Sílvio Romero 181. Hamlet -William Shakespeare 182. A Ama-Seca -Artur Azevedo 183. O Espelho -Machado de Assis 184. Helena -Machado de Assis 185. As Academias de Sião
--
Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.
 
 
 
ACADEMIA DE LETRAS
de São João da Boa Vista/SP
Rua Cap. José Alexandre, 355 - São Benedito
13871-000 - São João da Boa Vista/SP - Brasil
Fone: (19) 3623 4155 - (19) 3633-5101
Acesse nosso site:
www.alsjbv.com.br
 
Enviado por Maria de Fátima

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )