31.5.07

ESCULTURA - 2005 -

Escultura RECLINADA -2005 - Argila/vermiculita/cimento /
Base de granito preto, 57X25,5X22 cm ( fora a base)

CIGARRA NO VARAL

VARAL DO DIA - Sonia Amorim Mascaro do FOLHAS DE RELVA
nos remete VARAL COM CIGARRA . Fonte: Aqui.

CHRISTIAN BEIJER

Christian Beijer

Christian Beijer

From being a celebrity clothes designer, Christian is now an artist painting explosive Pop art and Noveau realisme.

After a trip to Brazil, he decided that he was going to stop designing clothes, and start painting instead. This was a very wise decision, today he´s one of Sweden`s most up and coming young artists. In 1992 he was chosen The artist of the year! Mark Kostabi, the shooting star of the New York Art scene travelled specially to Sundsvall to meet the young artist.

Fonte: CURIOSOS ARTISTAS

UNE ROSE AU CALVAIRE

Paulo Von Poser & Vera Lopes
" Une rose au calvaire"
desenvolvido para "Chemin d'art" na cidade de Saint. Flour...França
projeto urbano para jardim, treliça de petalas, interativa com a natureza
que ficará exposta em cima de uma montanha, que por entre ela, terá uma
passagem para pessoas poderem atravessa-la e sentirem-se interagindo com a
obra-rosa
que ficará exposta em caráter permanente em Saint Flour - França
mostra de uma serie de rosas de metal e gravuras assinadas pelo artista

Almavera...rua Lisboa, 330......dia 2 de junho de 2007...10h às 15H

São Paulo

HUMOR NO VARAL

Fonte: Google

30.5.07

NÚ EM MOVIMENTO

DESENHO - NÚ EM MOVIMENTO - 1978 - Crayon sobre papel - 44X64 cm -

CRIANÇAS AMIGAS NO VARAL

PINTOR BERNARD SAFRAN

Bernard Safran, pintor de gente, capas da revista TIME, de cenas urbanas de NYC, e rurais do interior da AMÉRICA. Retratista e fotógrafo. BIOGRAFIA aqui.
Faces, 1995 - 49"X65", oil on masonite.
FIDEL CASTRO , Presidente de Cuba 1959 17"X24", oil on masonite. Capa da Revista TIME de 8 de outubro de 1965
THE MARKET - 1970 - 24"X30" , oil on masonite.
THE PRETZEL LADY - 1972 - 19"X30" , oil on masonite.
THE HAT MAKET - 1971 - 20"X30" - oil on masonite.
BROWSING 1970 - 23"X32" - oil on masonite.

ARTE ROBOTICA

Primeiro uma imagem do autor. Robô pintor!
Depois da obra! Pintada por 10 robôs iguais a êsse.Tela de400X500 cm.

Esta postagem devemos ao Silvares do blog 100cabeças

Quem quiser mais informações clique aqui.

HUMOR NO VARAL - AVZAR

Do blog O GUARDIÃO

29.5.07

TULUOLGRAFIA " A moça do sapato vermelho "

Série TULUOLGRAFIA : " A moça do sapato vermelho" - 1970/74 -
- Tuluol, carvão sobre papel- 21X30 cm

VARAL DO DIA

Olha só que tradição, ou hábito mais estranho, um casal saindo da cerimônia de casamento, seguidos de um VARAL com roupas de bebes, rosa e azul. Pode???
Fonte : Paulinha M. Leite do Canto

FLAVIO DE CARVALHO

FIGURAS - Nanquim de FLAVIO DE CARVALHO -1972 - 70X50cm
Considerado por muitos como o maior desenhista brasileiro.
Auto retrato de FLAVIO DE CARVALHO - 1899 * 1973 - Foto de Flavio

1931 - São Paulo SP - Realiza a Experiência Nº 2 - caminha, com boné na cabeça, em sentido contrário ao de uma procissão católica para estudar a reação da população (quase é linchado). Publica livro de mesmo título.

Apenas a título de curiosidade, eu que conheci pessoalmente Flávio de Carvalho, onde fiz um pequeno documentário, em 16mm, numa tarde em sua casa em Valinhos, tive a oportunidade de privar da intimidade da pessoa que saltou, arrancando o boné da cabeça de Flávio, na citada procissão, trinta anos depois. Tratava-se de Ayres de Azevedo, que viveu em bananal, estado do Rio de Janeiro.

1956 - São Paulo SP - Realiza a Experiência Nº 3 - passeata no Viaduto do Chá, com o Traje Tropical, saiote e blusa de manga curta e folgada, idealizado por ele , em foto logo acima.



Tela a óleo de Flavio de Carvalho- MULHER CRIATURA PENSATIVA - 1955 -

Nossa Senhora do desejo - 1955 - Óleo sobre tela.
Retrato da cantora MARIA KARESKA - 1950 - Óleo sobre tela -
Retrato de MARIA DELLA COSTA - 1951 - Óleo sobre tela -
Retrato do compositor CAMARGO GUARNIERI - 1953 - Óleo sobre tela -
Retrato do Prof. PIETRO MARIA BARDI - 1964 - Óleo sobre tela -

Flávio Resende de Carvalho nasceu no dia 10 de agosto de 1899 na cidade de Amparo da Barra Mansa, Rio de Janeiro, filho de Raul e Ofélia de Carvalho. Engenheiro, decorador, designer, cenógrafo, pintor, desenhista, escritor, performático, destemido e polêmico, apontado pelo famoso arquiteto Le Corbusier como o revolucionário romântico.
Flávio de Carvalho pode ser considerado o precursor da denominada arte de ação quando fez uso de seu próprio corpo e de sua transgressora personalidade em performances. Leia mais sobre Flávio de Carvalho aqui e aqui.

BIOGRAFIA

Flávio de Carvalho Amparo de Barra Mansa, RJ, 1899 Valinhos, SP, 1973
"O que é bom para os outros não é para mim."Flávio de Carvalho
Flávio de Rezende Carvalho foi um dos nomes que, durante os anos 30, não deixou a peteca da Semana de 22 cair. Arquiteto, engenheiro, cenógrafo, artista plástico, desenhista, antropólogo amador, antropófago... desenvolvia em seus projetos um casamento perfeito entre sensibilidade e racionalidade, arte e ciência, imaginação e realidade. Foi uma vanguarda em pessoa, seja ao lado de Oswald de Andrade no teatro - Teatro de Experiência, seja caminhando junto a Gregori Warchavchik na introdução da Arquitetura Moderna no país, ou com Osório César, apoiando a arte dos loucos já nesses tempos, ou ainda realizando suas famigeradas Experiências. Flávio esteve sempre na linha de frente de um combate iconoclasta que travou durante toda a sua vida. “A arte que interessa é aquela que procura destruir uma suposta verdade”, definiu certa vez sua postura.De família aristocrática, viveu entre 1911 e 1922 na Inglaterra, onde se formou em Engenharia Civil, enquanto estudava artes plásticas em um curso noturno da ultra conservadora King Edward Seventh School of Fine Arts. Foi como freqüentador de museus que teve seus primeiros contatos com os vanguardistas europeus. Retornou ao Brasil e não conseguiu se adequar ao emprego nos cobiçados escritórios Ramos de Azevedo. Em 1926 foi trabalhar no Diário da Noite como ilustrador e conheceu o caricaturista do jornal, Di Cavalcanti, que o apresentou ao grupo antropofágico de Oswald e Tarsila, cujos valores lhe influenciariam profundamente. Em seguida, instalou no Instituto de Engenharia um escritório, que lhe valeu também como residência e ateliê.A década de 30 é inaugurada pela Revolução e o clima eminentemente político que agrega as temáticas dos artistas paulistas parece não se despertar em Flávio. Agora e sempre, sua dedicação é quase que exclusiva ao nu feminino -de um exacerbado erotismo, e ao retrato -baseado na apreensão da psicologia do modelo. Só que é justamente nesta baliza que se emaranharou seu pensamento contestatório.Apresentou seu trabalho pela primeira vez em 1931, no Salão Revolucionário da Escola de Belas Artes, ao lado de pintores como Portinari, Lasar Segall, Cícero Dias, entre outros. Expôs Anteprojeto para Miss Brasil e Pensando, ambas de 1931. Nestes dois trabalhos, as mulheres são captadas pelo artista através de pinceladas densas e desveladas em formas sensuais. Elas são devolvidas ao espectador ameaçadoramente, seja com o olho esquerdo arregalado de uma Miss Brasil negra, seja no ato do “pensar”, premissa de qualquer manifestação de rebeldia. E esses são tempos em que a mulher tampouco tem direito ao voto.Em 1932, lutou a favor da Constituição na Revolução Paulista. Ainda neste ano, ao lado de Antônio Gomide, Di Cavalcanti e Carlos Prado fundou o Clube dos Artistas Modernos. Após o fechamento do CAM em 1934, expôs individualmente pela primeira vez. Interditada pela polícia, a mostra só pode prosseguir após interferência judicial. Há muito seu nome freqüentava a imprensa e era sinônimo de confusão. “Herético” era um dos adjetivos mais suaves que a sociedade lhe inculcava. Por isso, quando o amigo Quirino da Silva idealizou os Salões de Maio, preferiu ficar nos bastidores da organização, a fim de não prejudicar com sua “fama” a empreitada. Assim o foi no 1 º (1937) e no 2 º Salão de Maio (1938). Outras circunstâncias fizeram-no organizar sozinho o 3 º Salão de Maio (1939).Em 1947 desenhou a polêmica Série Trágica ou Minha Mãe Morrendo, que lhe rendeu mais uma alcunha, a de “pintor maldito”. Em 1950 representou o Brasil na Bienal de Veneza. Em 1953, elaborou os figurinos e o cenário para o bailado A Cangaceira, de Camargo Guarnieri. Participou ainda de diversas Bienais de São Paulo, sendo homenageado com sala especial em 1983.Sua pintura, desenho e escultura de maior qualidade estão permeadas pelas propostas surrealistas e expressionistas, que ganham vida no que ele próprio chamou de “linhas de força psicológicas”. Mas enquanto artista pleno que era, passou praticamente por todas as vanguardas (arquitetura futurista, teatro dadaísta...) e ainda antecipou outras formas de expressão, como por exemplo suas performances -as Experiências.Assumidamente inspirado em Nietzche e Freud, visava à evolução do homem, que só aconteceria após a superação dos valores ocidentais, morais e religiosos. Seus estudos transdisciplinares ignoravam a lógica da fragmentação dos saberes. A sociedade de seu tempo não conseguiu entender a proposta e decodificou o fenômeno da genialidade como loucura.Um dos titãs da nossa Modernidade, foi também uma ponte para as práticas libertárias da arte brasileira na década de 50. Morreu em 1973. “Fica-nos para sempre mais um gigante. Flávio Leonardo Cocteau Schoffer Apolinaire Quant de Carvalho -tataraneto pré-hippie da Rainha Santa”.

HUMOR NO VARAL


ANIMATOR vs ANIMATION


Para quem gosta de desenho, e de computador:



Clique aqui e se divirta.

28.5.07

PAISAGEM 1998

SÉRIE PAISAGEM - 1998 - 100X80 cm - Acrílica sobre tela -

( Na série paisagem , as telas são compostas de três elementos : TERRA. MAR e AR )

VARAL DO DIA - Elena Kulikova

VARAL DO DIA - Foto da Fotógrafa e Modêlo ELENA KULIKOVA ( Especialmente para o nosso amigo Valter Ferraz que andou reclamando de varais masculinos)

HUMOR NO VARAL COM MUITA LIBERDADE

Do blog ALBATROZ & C°

PINTANDO COM SANGUE

Pete Doherty, pintor, na foto de Andy Rain/EFE



Pete Doherty exibe pinturas feitas com seu sangue

Doherty é conhecido por seu namoro com Kate Moss
Mais conhecido como líder da banda Babyshambles, por seus problemas com as drogas e pelo namoro intermitente com a modelo Kate Moss, Pete Doherty está fazendo em Londres sua primeira exposição de pinturas.
A exposição Bloodworks (trabalhos de sangue, em tradução livre) contém pinturas feitas, entre outras coisas, com o próprio sangue do artista, além de lápis e caneta.
A exposição vai durar um mês. A galeria Bankrobber, que abriga a mostra, vai produzir gravuras, que serão assinadas pelo músico com seu sangue, para serem vendidas durante a exposição.
Clique aqui para ver as pinturas de Doherty
As gravuras, com imagens muitas vezes chocantes relacionadas à vida atribulada do músico, devem ser vendidas por valores que podem chegar a até 2.500 libras (cerca de R$ 10.000).
Pete Doherty se tornou alvo freqüente dos tablóides britânicos por conta de seu relacionamento com Kate Moss e por conta do consumo de drogas, que o levou a ser preso várias vezes.
Os curadores da exposição dizem ter como objetivo incitar o público a "ver além dos excessos dos tablóides" e "vislumbrar o mundo mundo brilhante" do artista.
A foto acima faz parte de uma série de seis imagens, clicadas em 2003 por Chuck Close.
Nelas, Kate Moss, então com 29 anos, aparece nua e sem qualquer maquiagem.


A série foi avaliada entre 15 mil libras e 20 mil libras

Esta postagem só foi possível graças à colaboração inestimavel de nosso correspondente em Mongaguá - Valter Ferras

CÓPIAS CHINESAS

Arte al por mayor. Un artista trabaja en una copia de una obra de Vincent Van Gogh en la aldea de Dafen Art, China. Cientos de artistas chinos han creado una comunidad de talleres y galerías que producen algún trabajo original, pero principalmente reproducciones de pinturas conocidas. Por un Klimt, un Da Vinci o un Van Gogh, los precios pueden llegar a 10 euros, sin marco

27.5.07

WELLINGTON DE MEDEIROS

Foto de WELLINGTON DE MEDEIROS - Eindhoven, Holanda
Escultura na Praça.

VARAL DE HORROR

VARAL DO DIA - Campo de refugiados curdos no Iraque - Fonte:Aqui.

HUMOR NO VARAL

Do blog O GUARDIÃO

ARTE POSTAL

ARTE POSTAL é uma das atividades desde Bahiano, pintor, gravurista e blogueiro de primeira linha, WILLIAM A. Recebi dele, pelo correio, claro, um envelope com TODO esse material.Esta gravura sofreu com o transporte num envelope que obrigou ao William a dobra-la.


Mas vou salva-la.
Agradeço TODO o conteúdo , pois nele tem muitas leituras, convocatórias, endereços, mapas, folder , e muita arte!

26.5.07

BOCAS DE PEDRAS 3


PARA OS QUE NÃO VIRAM : BOCAS DE PEDRAS I e II , a explicação que postamos dia 30 de abril 2007, quando da postagem da segunda parte. Aos que viram a primeira e segunda, me desculpem essa introdução. Podem ir direto para as fotos de BOCAS DE PEDRA III

No ano de 2000 fiz com blocos maciços de argila essas BOCAS e NARIZES para demonstrar que se pode deixar de lado os olhos, e não se perde a expressão do rosto. Foram colocadas nesse nicho para serem conservadas uma vez que não são locadas e nem queimadas. Estão no atelier de escultura da PIACABA. Mede 120X80 cmFORAM POSTADAS NO VARAL DIA 20 de março de 2007. Como foi muito grande a repercussão da postagem e do trabalho, resolvemos tornar público mais umas bocas de nosso arquivo.

Uma das fotos de BOCAS DE PEDRA I. Quem quiser ver todas, no ARQUIVO dia 20 de Março de 2007.





Em razão do sucesso das postagens anteriores, aqui vão mais cinco fotos minhas da
Série BOCAS DE PEDRA.

VARAL: ITENS DO TEMPO

VARAL DO DIA - Foto collage do blog FOTO - GRAFIAS -Jugioli - Itens do tempo.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )